CBN - A rádio que toca notícia

STF

Judiciário não pode fechar os olhos à violência, diz Toffoli

Novo presidente do STF pretende ampliar proteção à criança e à mulher

13/09/18, 21:26

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli toma posse no cargo de presidente da Corte.

O

novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, disse hoje (13) que vai fortalecer o combate à violência doméstica contra mulher e crianças.

Toffoli tomou posse no cargo nesta tarde e substituirá a ministra Cármen Lúcia, que voltará a integrar a Segunda Turma da Corte, responsável pelo julgamento dos processos da Operação Lava Jato.

A cerimônia durou cerca de duas horas e contou com presença do presidente Michel Temer e dos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira.

Em seu discurso de posse, o ministro disse que pretende dar continuidade e aperfeiçoar o trabalho feito por Cármen Lúcia a frente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão que também comandará. Em dois anos de mandato, a ministra assinou protocolos e criou uma política nacional de enfrentamento à violência.

Para o ministro, a defesa das vítimas de violência deve envolver, conjuntamente, o Judiciário, a sociedade brasileira e a imprensa. Toffoli também informou que pretende realizar a identificação biométrica de todos os presos no país.

“O Judiciário não pode fechar os olhos à epidemia de violência contra crianças e adolescentes. Não podemos compactuar com a impunidade”, disse.

Toffoli também defendeu a harmonia entre os três poderes do país e o diálogo para elaborar uma agenda comum para construir um país mais tolerante.

“Que todos, independentemente de profissão, gênero, cor, crença, ideologia política e partidária, classe social, estejamos juntos na construção de um Brasil mais tolerante, mais solidário e mais aberto ao diálogo”, afirmou.

Toffoli tem 50 anos e foi nomeado para o STF, em 2009, pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Antes de chegar ao Supremo, o ministro foi advogado-geral da União e advogado de campanhas eleitorais do PT.

O ministro é conhecido por evitar polêmicas e por ter um tom pacificador em suas decisões. De acordo com os colegas da Corte, o novo presidente fará um trabalho ligado à gestão administrativa do Judiciário, por meio da presidência no CNJ.

Durante a cerimônia de posse, o ministro Luís Roberto Barroso foi escolhido por Toffoli para fazer o tradicional discurso de homenagem. Barroso defendeu o combate à corrupção e disse que é preciso acabar com “parto oligárquico de saque ao estado”.

“Com Vossa Excelência a frente do Poder Judiciário, ministro Toffoli, tenho confiança que continuaremos essa transição do velho para o novo com seriedade, empenho e harmonia entre os poderes. A sociedade brasileira e seus pares neste tribunal depositam grande expectativa na capacidade de gestão de Vossa Excelência.”

Protesto

Durante a cerimônia de posse, cerca de 150 pessoas, de acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal, fizeram um protesto em frente à sede do STF. Defendendo direitos trabalhistas para categorias do Poder Judiciário, os manifestantes fizeram discursos e tocaram trompetes na Praça dos Três Poderes para criticar o reajuste salarial para ministros do Supremo “enquanto tem gente passando fome”.

Representantes de diferentes sindicatos fizeram discursos contra o que classificaram de “privilégios” de juízes, como auxílio-moradia e “carros de luxo”. Eles portavam faixas em defesa da revogação da emenda constitucional que limita os gastos públicos, da reforma trabalhista e da lei da terceirização. Os integrantes do ato também defenderam negociações salariais com os servidores do Judiciário e do Ministério Público da União. “Por um Judiciário moderno, nível superior para técnicos”, dizia um dos cartazes.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
16/11/18, 13:36 | POLÍTICA - Prefeitas brasileiras sofrem preconceito e desigualdade de gênero
16/11/18, 13:23 | POLÍTICA - Ignorado na composição de ministérios de Bolsonaro, PSL fica dividido
16/11/18, 13:16 | INVESTIGAÇÃO - Corregedor Nacional quer ouvir Sergio Moro e juízes do TRF-4
16/11/18, 12:30 | SAÚDE - Mulheres em situação de violência poderão contar com tratamento odontológico em Teresina
16/11/18, 12:24 | EDUCAÇÃO - Teresina organiza rematrícula dos bolsistas do Bolshoi e lança edital para nova Mãe Social
16/11/18, 12:20 | EVENTO - Teresina participa de Semana da Resiliência Urbana em Barcelona e prepara plano municipal
16/11/18, 10:03 | TRANSIÇÃO - Diretores do BC colocam-se à disposição para permanecer nos cargos
16/11/18, 10:01 | ECONOMIA - Distrito Federal registra desigualdade maior que restante do país
16/11/18, 09:57 | PESQUISA - Periferia das cidades concentra 87% das bibliotecas comunitárias
16/11/18, 09:24 | PEDOFILIA - Inocentado, homem torturado na prisão processa Magno Malta
16/11/18, 09:19 | SAÚDE - Suspensão do Mais Médicos pode elevar morte precoce no Brasil
16/11/18, 09:16 | INTERNACIONAL - Incêndios na Califórnia deixam 66 mortos e 631 desaparecidos
16/11/18, 08:47 | JUDICIÁRIO - STJ autoriza acréscimo de 25% na aposentadoria do INSS de pessoas que precisam de cuidadores
15/11/18, 21:07 | INCÓGNITA - O não-político em Brasília: o que Moro no Ministério da Justiça significa para a Lava Jato
15/11/18, 20:58 | SAÚDE - Prefeitos alertam: saída de cubanos é “desastrosa” para municípios
15/11/18, 20:54 | IMPOSTO - Receita paga amanhã sexto lote da restituição do Imposto de Renda
15/11/18, 20:43 | PROGRAMA - Fim da parceria: médicos cubanos começam a deixar o Brasil no dia 25
15/11/18, 20:28 | BRASILEIRÃO - Dourado marca, César defende pênalti e Flamengo bate o Santos
15/11/18, 20:10 | BRASILEIRÃO - Botafogo vence em Chapecó e se distancia do rebaixamento
15/11/18, 14:48 | SAÚDE - Congresso de Saúde ensina técnica francesa de tratamento de varizes
15/11/18, 14:39 | POLÍTICA - Aliados de Bolsonaro reclamam de falta de interlocução com Onyx
15/11/18, 14:10 | ARTIGO JURÍDICO - A polêmica do cálculo da pensão alimentícia
15/11/18, 13:07 | DEPOIMENTO - 'Sou o dono do sítio ou não?': pergunta Lula para juíza federal
15/11/18, 12:32 | MUNDO - Sobe para 59 o número de mortos nos incêndios na Califórnia
15/11/18, 12:29 | INSEGURANÇA - Brasil registra mais de 38 mil mortes violentas em nove meses
15/11/18, 12:01 | PROGRAMA - Saída de cubanos do Mais Médicos deixa 24 milhões sem atendimento
15/11/18, 11:48 | POLÊMICA - Nordeste teme apagão da saúde com saída de cubanos do Mais Médicos
15/11/18, 10:01 | MEIO AMBIENTE - Desmatamento na Amazônia está próximo de atingir estágio irreversível
15/11/18, 09:56 | PROGRAMA - Programa Mais Médicos perderá 8.600 profissionais cubanos após fala de Bolsonaro
15/11/18, 09:51 | SÍTIO DE ATIBAIA - Lula se mostra perplexo ante arbitrariedades da acusação
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site