CBN - A rádio que toca notícia

ENRIQUECIMENTO ILÍCITO

Ministério Público denuncia 'racha' de salários na Prefeitura de Luzilândia

Diante da ilegalidade e da improbidade administrativa, o Ministério Público pede a condenação do prefeito Ronaldo Gomes e das envolvidas na fraude por enriquecimento ilícito, para que devolvam aos cofres públicos os recursos auferidos ilicitamente, além da perda dos direitos políticos e perda de cargos

12/09/18, 22:22
A
través de Inquérito Civil Público, o Ministério Público apurou uma forma de enriquecimento ilícito na Prefeitura de Luzilândia entre três servidoras e a particiapação e conhecimento direto do prefeito Ronaldo Gomes.
 
Segundo apurou o Ministério Público, Viviane de Sá Ribeiro Pinto, Lays Boiba Sales e Líbia Régis de Sousa Marques envolveram-se em um "acordo informal" para promoverem substituições ilegais no serviço público municipal sem prestação de serviços e recebendo indevidamente remuneração "rachada" na Prefeitura de Luzilândia.
 
Através de uma Ação Civil Pública, que apurou prática de Improbidade Administrativa, o prefeito Ronaldo Gomes teria autorizado a fonaudióloga Viviane de Sá Ribeiro Pinto a "rachar" (dividir pela metade) o salário dela com outra fonaudióloga, de nome Líbia Régis de Sousa Marques. Enquanto a primeira tirava "licença sem vencimentos" - mas o salário era pago -, as duas dividiam a remuneração, que, segundo o Ministério Público, era uma forma de fraudar o serviço público do Município de Luzilândia para o enriquecimento ilícito.
 
Entenda o caso
 
Segundo o Ministério Público, em 2017, Viviane Pinto solicitou licença sem vencimentos pelo prazo de 60 (sessenta) dias na Prefeitura de Luzilândia. No decorrer do período, formulalizou "(...) uma espécie de acordo informal com a secretária do Núcleo de Apoio à Saúde da Família - NASF, na época Sra. Lays Boiba, ora requerida, que a Sra. Líbia Régis de Sousa Marques, ficasse prestando serviços no lugar da concursada Viviane Ribeiro Pinto, no Município de Luzilândia-PI, percebendo sua remuneração normalmente, situação que perdurou até meados de maio de 2017, quando o então prefeito, ora requerido, resolveu suspender os serviços da Sra. Líbia Regis de Sousa Marques, através de ato exoneratório com aparente legalidade, pois a função atribuída pelo ato administrativo que nomeou a Sra. Líbia Regis de Sousa Marques, tratava-se, em verdade, de substituição ilegal em cargo público já ocupado..." (sic).
 
O fato se tornou público porque Líbia Marques não se conformou com o ato de exoneração do prefeito Ronaldo Gomes. E, ato contínuo, impetrou Mandado de Segurança na Justiça local para continuar auferindo a respectiva remuneração, uma vez que havia sido classificada em concurso público para o cargo de fonaudióloga.
 
O Ministério Público relata na investigação e na ação de improbidade que a ilegalidade do "racha" de venvimentos somente foi descoberta porque - já no governo Ronaldo Gomes - Viviane Ribeiro Pinto e Lays Boiba firmaram um acordo informal para que Viviane permanercesse sem trabalhar, "(...) porém esta deveria entregar parte de sua remuneração para a senhora Líbia Régis de Sousa Marques(..) Para provar o "racha" de salários, o Ministério Público apresentou em juízo o comprovante de depósito que serve de prova nos autos do Inquérito Civil Público n. 04/2017, juntado às fls. 97/98.
 
Diante da ilegalidade e da improbidade administrativa, o Ministério Público fez a denúncia e pediu a condenação do prefeito Ronaldo Gomes e das envolvidas na fraude pelo crime de enriquecimento ilícito, para que, solidariamente, devolvam aos cofres públicos os recursos auferidos ilicitamente, além da perda dos direitos políticos e dos respectivos cargos públicos.
 
O processo passou parado por mais de 90 (noventa) dias no fórum local. Após ser informado, o representante do Ministério Público, promotor Maurício Verdejo, pediu ao juiz que determinasse andamento urgente ao processo contra os envolvidos na fraude.
 
Agravamento do fato
 
O fato se agravou ainda mais agora porque em 08 de maio de 2018 o juiz Thiago Aleluia Ferreira de Oliveira julgou improcedente o Mandado de Segurança impetrado por Líbia Régis de Sousa Marques. De acordo com a sentença do juíz, "(...) a impetrante não logrou provar que teve qualquer de seus direitos feridos, pois não restou demonstrada nenhuma preterição à nomeação e posse em cargo público, ausente a plausibilidade jurídica do direito invocado. Como se vê, a segurança deve ser negada, porquanto ausente o direito líquido e certo pretendido pela impetrante" (PROCESSO Nº 0001228-56.2017.8.18.0060)".
 
Outros casos
 
Há informação de que outros casos podem ter ocorrido - ou estão ocorrendo - na Administração da Prefeitura de Luzilândia. Além da Saúde, uma outra pasta seria a Educação. O Ministério Público investiga.
 
com informações do site da Justiça do Piauí
 
Fonte: JL/Ivo Júnior
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
21/04/19, 20:26 | POLÊMICA - Plano de privatizações de Guedes esbarra em resistência nos ministérios
21/04/19, 20:23 | POLÍTICA - Parlamento no Brasil quer limitar poder do presidente da República
21/04/19, 20:14 | MUZEMA - Encontrada a última vítima fatal da tragédia dos prédios no Rio
21/04/19, 20:01 | INVESTIGAÇÃO - Documento revela 187 pagamentos da Odebrecht; tem político do Piauí
21/04/19, 19:49 | CARIOCÃO - Festa no Rio! Flamengo vence Vasco outra vez e é campeão carioca de 2019
21/04/19, 19:33 | PAULISTÃO - É tri! Corinthians derrota São Paulo com gol no fim e conquista o Paulistão 2019
21/04/19, 14:20 | ARTIGO - Ouvir a Voz das Ruas
21/04/19, 13:11 | VALOR UNIVERSAL - Professores estrangeiros exaltam Paulo Freire, atacado pelo governo
21/04/19, 13:00 | DISCUSSÃO - Negociações da Previdência reacendem discussões em torno da PEC da Bengala
21/04/19, 12:57 | QUESTIONAMENTO - Ação no Supremo questiona decreto das armas de fogo de Bolsonaro
21/04/19, 11:55 | - Páscoa: Explosões em hotéis e igrejas deixam mortos e feridos no Sri Lanka
21/04/19, 08:17 | POLÍTICA - Bolsonaro incentiva ataques a Mourão e diz que não o terá como vice em 2022
20/04/19, 22:40 | SEMANA SANTA - Brasil tem o maior ovo de Páscoa decorado do mundo
20/04/19, 16:27 | PROTESTO - Engenheiros da Petrobrás mandam carta aberta aos caminhoneiros e pedem união em defesa da empresa
20/04/19, 15:52 | NOVA CONFUSÃO - Áudio atribuído a Onyx sugere que governo estaria intervindo na Petrobras desde março
20/04/19, 15:46 | CRIME - Governador do Rio pode ser punido por ordem
20/04/19, 15:36 | CRIME - Suspeitos de construir prédios que desabaram no Rio estão foragidos
20/04/19, 12:43 | POLÍTICA - Alexandre Frota diz que PSL foi “sacaneado” pelo governo: “Odeio ser enganado”
20/04/19, 12:20 | ACUSAÇÃO - Bolsonarista, ex-professor de Direito da USP pede prisão de Dias Toffoli e Alexandre de Moraes
20/04/19, 12:15 | INUSITADO - Menina se nega a cumprimentar Bolsonaro no Planalto
20/04/19, 09:00 | SAÚDE - Nova etapa da Campanha contra a Gripe começa nesta segunda
20/04/19, 08:56 | INTERNACIONAL - Opositores de Maduro preparam protestos para 1º de maio
20/04/19, 08:49 | INTERNACIONAL - Justiça peruana determina prisão preventiva de ex-presidente
19/04/19, 16:47 | VATICANO - Papa se prostra diante de Jesus adorando o mistério da Santa Cruz
19/04/19, 16:32 | TRAGÉDIA - "O Exército matou meu filho", diz mãe de catador fuzilado por militares
19/04/19, 16:15 | POLÊMICA - Mello Franco: Toffoli tentou erguer um escudo para proteger a si mesmo
19/04/19, 15:48 | ARTIGO - Quando a nobreza se cala
19/04/19, 13:32 | HOMICÍDIO DOLOSO - Justiça do Rio decreta prisão de três pelas mortes em desabamento de prédios
19/04/19, 11:13 | ESPORTE - Concessão do Maracanã passa hoje para o Clube do Flamengo
19/04/19, 11:10 | INTERNACIONAL - Povo francês se une para reconstrução da Catedral de Notre-Dame
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site