CBN - A rádio que toca notícia

ENRIQUECIMENTO ILÍCITO

Ministério Público denuncia 'racha' de salários na Prefeitura de Luzilândia

Diante da ilegalidade e da improbidade administrativa, o Ministério Público pede a condenação do prefeito Ronaldo Gomes e das envolvidas na fraude por enriquecimento ilícito, para que devolvam aos cofres públicos os recursos auferidos ilicitamente, além da perda dos direitos políticos e perda de cargos

12/09/18, 22:22
A
través de Inquérito Civil Público, o Ministério Público apurou uma forma de enriquecimento ilícito na Prefeitura de Luzilândia entre três servidoras e a particiapação e conhecimento direto do prefeito Ronaldo Gomes.
 
Segundo apurou o Ministério Público, Viviane de Sá Ribeiro Pinto, Lays Boiba Sales e Líbia Régis de Sousa Marques envolveram-se em um "acordo informal" para promoverem substituições ilegais no serviço público municipal sem prestação de serviços e recebendo indevidamente remuneração "rachada" na Prefeitura de Luzilândia.
 
Através de uma Ação Civil Pública, que apurou prática de Improbidade Administrativa, o prefeito Ronaldo Gomes teria autorizado a fonaudióloga Viviane de Sá Ribeiro Pinto a "rachar" (dividir pela metade) o salário dela com outra fonaudióloga, de nome Líbia Régis de Sousa Marques. Enquanto a primeira tirava "licença sem vencimentos" - mas o salário era pago -, as duas dividiam a remuneração, que, segundo o Ministério Público, era uma forma de fraudar o serviço público do Município de Luzilândia para o enriquecimento ilícito.
 
Entenda o caso
 
Segundo o Ministério Público, em 2017, Viviane Pinto solicitou licença sem vencimentos pelo prazo de 60 (sessenta) dias na Prefeitura de Luzilândia. No decorrer do período, formulalizou "(...) uma espécie de acordo informal com a secretária do Núcleo de Apoio à Saúde da Família - NASF, na época Sra. Lays Boiba, ora requerida, que a Sra. Líbia Régis de Sousa Marques, ficasse prestando serviços no lugar da concursada Viviane Ribeiro Pinto, no Município de Luzilândia-PI, percebendo sua remuneração normalmente, situação que perdurou até meados de maio de 2017, quando o então prefeito, ora requerido, resolveu suspender os serviços da Sra. Líbia Regis de Sousa Marques, através de ato exoneratório com aparente legalidade, pois a função atribuída pelo ato administrativo que nomeou a Sra. Líbia Regis de Sousa Marques, tratava-se, em verdade, de substituição ilegal em cargo público já ocupado..." (sic).
 
O fato se tornou público porque Líbia Marques não se conformou com o ato de exoneração do prefeito Ronaldo Gomes. E, ato contínuo, impetrou Mandado de Segurança na Justiça local para continuar auferindo a respectiva remuneração, uma vez que havia sido classificada em concurso público para o cargo de fonaudióloga.
 
O Ministério Público relata na investigação e na ação de improbidade que a ilegalidade do "racha" de venvimentos somente foi descoberta porque - já no governo Ronaldo Gomes - Viviane Ribeiro Pinto e Lays Boiba firmaram um acordo informal para que Viviane permanercesse sem trabalhar, "(...) porém esta deveria entregar parte de sua remuneração para a senhora Líbia Régis de Sousa Marques(..) Para provar o "racha" de salários, o Ministério Público apresentou em juízo o comprovante de depósito que serve de prova nos autos do Inquérito Civil Público n. 04/2017, juntado às fls. 97/98.
 
Diante da ilegalidade e da improbidade administrativa, o Ministério Público fez a denúncia e pediu a condenação do prefeito Ronaldo Gomes e das envolvidas na fraude pelo crime de enriquecimento ilícito, para que, solidariamente, devolvam aos cofres públicos os recursos auferidos ilicitamente, além da perda dos direitos políticos e dos respectivos cargos públicos.
 
O processo passou parado por mais de 90 (noventa) dias no fórum local. Após ser informado, o representante do Ministério Público, promotor Maurício Verdejo, pediu ao juiz que determinasse andamento urgente ao processo contra os envolvidos na fraude.
 
Agravamento do fato
 
O fato se agravou ainda mais agora porque em 08 de maio de 2018 o juiz Thiago Aleluia Ferreira de Oliveira julgou improcedente o Mandado de Segurança impetrado por Líbia Régis de Sousa Marques. De acordo com a sentença do juíz, "(...) a impetrante não logrou provar que teve qualquer de seus direitos feridos, pois não restou demonstrada nenhuma preterição à nomeação e posse em cargo público, ausente a plausibilidade jurídica do direito invocado. Como se vê, a segurança deve ser negada, porquanto ausente o direito líquido e certo pretendido pela impetrante" (PROCESSO Nº 0001228-56.2017.8.18.0060)".
 
Outros casos
 
Há informação de que outros casos podem ter ocorrido - ou estão ocorrendo - na Administração da Prefeitura de Luzilândia. Além da Saúde, uma outra pasta seria a Educação. O Ministério Público investiga.
 
com informações do site da Justiça do Piauí
 
Fonte: JL/Ivo Júnior
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
16/11/18, 13:36 | POLÍTICA - Prefeitas brasileiras sofrem preconceito e desigualdade de gênero
16/11/18, 13:23 | POLÍTICA - Ignorado na composição de ministérios de Bolsonaro, PSL fica dividido
16/11/18, 13:16 | INVESTIGAÇÃO - Corregedor Nacional quer ouvir Sergio Moro e juízes do TRF-4
16/11/18, 12:30 | SAÚDE - Mulheres em situação de violência poderão contar com tratamento odontológico em Teresina
16/11/18, 12:24 | EDUCAÇÃO - Teresina organiza rematrícula dos bolsistas do Bolshoi e lança edital para nova Mãe Social
16/11/18, 12:20 | EVENTO - Teresina participa de Semana da Resiliência Urbana em Barcelona e prepara plano municipal
16/11/18, 10:03 | TRANSIÇÃO - Diretores do BC colocam-se à disposição para permanecer nos cargos
16/11/18, 10:01 | ECONOMIA - Distrito Federal registra desigualdade maior que restante do país
16/11/18, 09:57 | PESQUISA - Periferia das cidades concentra 87% das bibliotecas comunitárias
16/11/18, 09:24 | PEDOFILIA - Inocentado, homem torturado na prisão processa Magno Malta
16/11/18, 09:19 | SAÚDE - Suspensão do Mais Médicos pode elevar morte precoce no Brasil
16/11/18, 09:16 | INTERNACIONAL - Incêndios na Califórnia deixam 66 mortos e 631 desaparecidos
16/11/18, 08:47 | JUDICIÁRIO - STJ autoriza acréscimo de 25% na aposentadoria do INSS de pessoas que precisam de cuidadores
15/11/18, 21:07 | INCÓGNITA - O não-político em Brasília: o que Moro no Ministério da Justiça significa para a Lava Jato
15/11/18, 20:58 | SAÚDE - Prefeitos alertam: saída de cubanos é “desastrosa” para municípios
15/11/18, 20:54 | IMPOSTO - Receita paga amanhã sexto lote da restituição do Imposto de Renda
15/11/18, 20:43 | PROGRAMA - Fim da parceria: médicos cubanos começam a deixar o Brasil no dia 25
15/11/18, 20:28 | BRASILEIRÃO - Dourado marca, César defende pênalti e Flamengo bate o Santos
15/11/18, 20:10 | BRASILEIRÃO - Botafogo vence em Chapecó e se distancia do rebaixamento
15/11/18, 14:48 | SAÚDE - Congresso de Saúde ensina técnica francesa de tratamento de varizes
15/11/18, 14:39 | POLÍTICA - Aliados de Bolsonaro reclamam de falta de interlocução com Onyx
15/11/18, 14:10 | ARTIGO JURÍDICO - A polêmica do cálculo da pensão alimentícia
15/11/18, 13:07 | DEPOIMENTO - 'Sou o dono do sítio ou não?': pergunta Lula para juíza federal
15/11/18, 12:32 | MUNDO - Sobe para 59 o número de mortos nos incêndios na Califórnia
15/11/18, 12:29 | INSEGURANÇA - Brasil registra mais de 38 mil mortes violentas em nove meses
15/11/18, 12:01 | PROGRAMA - Saída de cubanos do Mais Médicos deixa 24 milhões sem atendimento
15/11/18, 11:48 | POLÊMICA - Nordeste teme apagão da saúde com saída de cubanos do Mais Médicos
15/11/18, 10:01 | MEIO AMBIENTE - Desmatamento na Amazônia está próximo de atingir estágio irreversível
15/11/18, 09:56 | PROGRAMA - Programa Mais Médicos perderá 8.600 profissionais cubanos após fala de Bolsonaro
15/11/18, 09:51 | SÍTIO DE ATIBAIA - Lula se mostra perplexo ante arbitrariedades da acusação
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site