CBN - A rádio que toca notícia

SALÁRIOS

Após STF, Ministério Público aprova aumento de 16% para procuradores

O montante relativo aos salários será de R$ 101 milhões, representando uma fatia de 2,8% das despesas totais da instituição

10/08/18, 12:15
O
Conselho Superior do Ministério Público Federal aprovou nesta sexta-feira (10), por unanimidade, a proposta de orçamento da instituição, incluindo reajuste de 16,38% nos salários dos procuradores da República, com base no aumento aprovado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
 
Na quarta-feira (8), por 7 votos a 4, o Supremo decidiu incluir no orçamento de 2019 a previsão de reajuste salarial de 16,38% para os ministros da Corte. Atualmente em R$ 33,7 mil, o salário dos ministros poderá ultrapassar R$ 39 mil a partir do ano que vem. Segundo a proposta do MPF, o orçamento total, de R$ 4,067 bilhões, reajustado levando em conta o IPCA, de 4,39% em relação ao ano passado, e serão feitos remanejamentos de verba internamente para garantir o reajuste dos salários, sem aumento de despesas. O montante relativo aos salários será de R$ 101 milhões, representando uma fatia de 2,8% das despesas totais da instituição.
 
O salário dos ministros do STF é o teto do salário do servidor público e serve como base para os salários de todos os magistrados do país, por isso, deve causar um “efeito cascata” nas demais carreiras públicas. O salário de procuradores varia entre R$ 28 mil e R$ 33,7 mil, este último recebido apenas pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, igual ao subsídio dos ministros do Supremo.
 
Em 2017, o MPF já havia aprovado o aumento, mas o Supremo mandou sua proposta sem o reajuste. “O aumento de despesa no orçamento da União é zero e fizemos uma economia de R$ 5 milhões ao longo dos últimos 11 meses”, afirmou a procuradora-geral, Raquel Dodge. Dodge afirmou que a atuação do Ministério Público vai aumentar no período das eleições e que atualmente problemas como a desigualdade brasileira e a corrupção exigem maior trabalho da instituição. O vice-procurador geral da República, Luciano Mariz Maia, afirmou que o impacto é “absolutamente zero”. “É o nosso orçamento que já estava aprovado, é acrescentado a correção monetária e apenas isso.” “Não está se buscando um centavo a mais por conta de reajuste”, afirmou José Robalinho Cavalcanti, presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). O conselheiro Mario Bonsaglia afirmou que a inclusão do reajuste é “um verdadeiro imperativo constitucional em face da paridade com a magistratura”. “Não é possível não contemplar o reajuste. Se ele vai ser aprovado ou não, o Parlamento decidirá”, afirmou.
 
A proposta de reajuste no STF foi encaminhada ao Congresso em 2015 pelo então presidente do STF, Ricardo Lewandowski. Um ano depois, a Câmara aprovou o reajuste, mas o aumento não foi analisado pelo Senado porque não havia previsão orçamentária sobre a origem do gasto a mais na Corte.
Fonte: JL/Notíticas SRV
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
22/02/19, 16:54 | PLANALTO - Bolsonaro faz reunião de emergência para tratar da crise na Venezuela
22/02/19, 16:47 | PREVENÇÃO - Bebianno entrega cartas a conhecidos: 'Se algo acontecer comigo, abram'
22/02/19, 16:41 | REFORMA - Transição torna aposentadoria pelo teto do INSS quase inacessível
22/02/19, 16:13 | CONFRONTO - Exército da Venezuela abre fogo contra opositores e mata 2 na fronteira
22/02/19, 16:10 | PREVIDÊNCIA - Reforma: contribuir por até 40 anos será desafio quase inalcançável
22/02/19, 16:05 | INVESTIGAÇÃO - Denúncias e pedido de foro ampliam suspeitas de corrupção no PSL
22/02/19, 13:53 | REFORMAS - 'Reforma' da Previdência abre caminho para Bolsonaro 'aposentar' ministros do STF
22/02/19, 13:15 | INVESTIGAÇÃO - Os novos rolos que envolvem Flávio Bolsonaro
22/02/19, 13:08 | POLÊMICA - Juristas representam contra Moro e pedem que MPF apure suspeita de improbidade administrativa
22/02/19, 12:59 | ECONOMIA - Declaração do IR deve ser entregue entre 7 de março e 30 de abril
22/02/19, 12:26 | ESCÂNDALO - Vaza capa de Istoé com ameaças de Bebianno a Jair Bolsonaro; revista ainda mira o filho, Flávio
22/02/19, 12:18 | POLÊMICA - Deputado denuncia manobra de Bolsonaro para aparelhar STF com reforma da Previdência
22/02/19, 12:14 | JUSTIÇA - Joice Hasselmann é condenada a indenizar Roberto Requião em R$ 20 mil
22/02/19, 12:02 | INVESTIGAÇÃO - Candidatas do partido de Bolsonaro declaram compra de 10 milhões de santinhos a 48 horas das eleições
22/02/19, 07:56 | INTERNACIONAL - Caravana que prepara ajuda humanitária é atacada na Venezuela
22/02/19, 07:50 | LARANJAL - Vice-presidente 'acha' que ministro do Turismo será demitido
22/02/19, 07:36 | SUSPEITA DE CORRUPÇÃO - Polícia Federal faz buscas em endereços do senador Ciro Nogueira
22/02/19, 07:20 | CRIME - MPF vai apurar se Flávio Bolsonaro lavou dinheiro com imóveis
21/02/19, 22:13 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Procuradora reitera ao Supremo que receba denúncia contra 'quadrilhão do MDB'
21/02/19, 21:40 | JUDICIÁRIO - Quatro ministros do STF votam para enquadrar homofobia como crime de racismo
21/02/19, 21:37 | INDENIZAÇÃO - Famílias recusam proposta do Flamengo e impasse continua
21/02/19, 21:28 | POLÍTICA - Senado pode antecipar indicação de relator da reforma da Previdência
21/02/19, 16:11 | ARTIGO - Previdência Social x Assistência Social
21/02/19, 15:52 | POLÊMICA - Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
21/02/19, 15:46 | PREVIDÊNCIA - 'Reforma' vai criar país de idosos pedindo esmola, diz economista
21/02/19, 14:04 | POLÍTICA - Oposição tranca pauta da Câmara em protesto à reforma da Previdência
21/02/19, 13:57 | POLÍTICA - Centrão ameaça e diz que reforma não avança sem diálogo com o Planalto
21/02/19, 13:45 | ECONOMIA - Ford anuncia fechamento de sua fábrica em São Bernardo do Campo
21/02/19, 13:43 | POLÍTICA - TSE rejeita consulta de Bolsonaro sobre doação de sobras de campanha
21/02/19, 07:47 | PREVIDÊNCIA - Reforma de Bolsonaro quer criar uma legião de idosos miseráveis no Brasil
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site