CBN - A rádio que toca notícia

ELEIÇÕES 2018

Marta Suplicy não aceita ser vice de Meirelles e anuncia desfiliação do MDB

Senadora diz estar deixando vida política

03/08/18, 18:32

A

senadora Marta Suplicy (SP) pediu a desfiliação do MDB. Ela migrou para o partido após a ruptura com o PT ainda no governo da ex-presidente Dilma Rouseff. Marta também abriu mão de tentar a reeleição no Senado e disse estar deixando a vida pública.

“Creio que poderei contribuir mais para mudanças atuando na sociedade civil do que continuando no parlamento”, disse em nota.

Marta foi cotada para ser vice na chapa de Henrique Meirelles, mas declinou ao posto. A senadora não fez menção ao fato em sua declaração à imprensa.

Sem citar o MDB, Marta afirmou que “não é novidade que os partidos políticos brasileiros, de forma geral, encontram-se fragilizados, acuados e sem norte político”.

Em nota, o presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR), afirmou que conversou com Marta por telefone e a paulista alegou “motivos pessoais”.

“O partido lamenta, mas respeita a decisão da senadora”, afirmou o MDB em nota. Jucá disse “ter carinho e respeito por toda sua trajetória ao longo dos anos na vida pública e política do País”. 

Marta foi deputada federal e senadora por São Paulo e se elegeu prefeita da capital em 2001. Foi ministra do Turismo do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e ministra da Cultura do governo Dilma Rousseff.

Eis a íntegra da nota da senadora:

CARTA AOS PAULISTAS

Muitas vezes, vi-me em tempos de travessia. Em alguns deles, acreditei ter luzes no outro lado do rio. Agora, com toda a energia necessária para continuar remando, tomei a decisão sobre o futuro da minha vida política, encarando a realidade de frente, para poder seguir com coerência, ousadia e coragem. Anuncio que não concorrerei à reeleição a senadora da República pelo Estado de São Paulo e comunico a minha desfiliação do Movimento Democrático Brasileiro (MDB).

Não é novidade que os partidos políticos brasileiros, de forma geral, encontram-se fragilizados, acuados e sem norte político. Não mais conseguem dar respostas à crise de credibilidade que se abateu sobre eles e nem tampouco estão empenhados na mudança de posturas que os levaram à mais grave crise de suas histórias. Orientam suas movimentações políticas pela lógica exclusiva de fazerem crescer suas bancadas parlamentares com o objetivo perverso e mesquinho de fortalecerem-se na divisão e loteamento de cargos e espaços de poder.

A relação de grande parte dos partidos e de parlamentares com o Executivo na base de nomeações e vantagens levou ao insuportável “toma lá dá cá”, afrontando todos os padrões de dignidade e honradez da sociedade. Esse sistema faliu e precisa ser, urgentemente, reformado.

O Congresso Nacional, hoje, na sua maioria, não tem se colocado a favor das causas progressistas, fundamentais para o avanço da sociedade. Ao contrário, tornou-se refém de uma agenda atrasada dos costumes da sociedade, negando-se a reconhecer e a regulamentar as relações entre as pessoas de forma a contemplar as diversidades das sociedades modernas e a respeitar os direitos individuais do ser humano.

Quero agradecer aos 8,3 milhões de paulistas que me deram a oportunidade de, nos últimos 8 anos, trabalhar como senadora defendendo as bandeiras que me levaram à vida pública: o combate às desigualdades e às injustiças sociais, a militância pelos direitos de cidadania das mulheres e da população LGBTI e pela igualdade de oportunidades para todos.

Neste momento, creio que poderei contribuir mais para mudanças atuando na sociedade civil do que continuando no parlamento. Permanecerei participando politicamente da vida pública brasileira. A partir de 2019, não mais como parlamentar, mas em todas as trincheiras que me levem ao lado da defesa dos interesses dos mais pobres, dos injustiçados e na luta pelo empoderamento das meninas e das mulheres.

Estou convencida de que o Brasil precisa de um projeto nacional de desenvolvimento estruturado que abranja setores fundamentais para o crescimento do país. Temos de aumentar, significativamente, a produção e a riqueza. Isso possibilitará todo brasileiro e toda brasileira terem educação de qualidade, saúde, segurança e um emprego para trabalhar e viver com dignidade.

São Paulo, 03 de agosto de 2018.
Senadora Marta Suplicy

Fonte: JL/PODER 360
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
15/08/18, 21:41 | ELEIÇÕES 2018 - Patrimônio dos 13 presidenciáveis chega a R$ 834 milhões
15/08/18, 21:15 | INVESTIGAÇÃO - Alckmin depõe em inquérito que investiga suspeita de caixa 2
15/08/18, 21:02 | APOIO - Com milhares de pessoas, candidatura de Lula é registrada no TSE
15/08/18, 20:55 | POLÍTICA - Wellington Dias recebe Haddad em primeira visita ao Nordeste
15/08/18, 16:50 | ECONOMIA - Número de pontos comerciais volta a crescer no 1º semestre, diz CNC
15/08/18, 16:38 | INTERNACIONAL - Novo presidente do Paraguai promete combater a impunidade
15/08/18, 16:28 | ECONOMIA - Supermercados desperdiçam R$ 3,9 bi em alimentos por ano
15/08/18, 15:33 | ESTATÍSTICA - Com a economia em crise, Brasil tem 12,5 milhões de jovens com o 'nome sujo'
15/08/18, 15:02 | MUNDO - Ataque em escola de Cabul deixa pelo menos 48 mortos
15/08/18, 14:54 | POLÍTICA - Cabo Daciolo ultrapassa Meirelles, Boulos e João Amoêdo
15/08/18, 14:39 | INTERNACIONAL - Papa Francisco lamenta tragédia em Gênova, na Itália
15/08/18, 14:32 | DENATRAN - CNH poderá ser renovada sem que o motorista precise ir ao Detran
15/08/18, 14:26 | POLÍTICA - Patrimônio do senador Ciro Nogueira cresce mais de 1.000% em oito anos
15/08/18, 14:14 | CRIME - Ministério Público do Rio denuncia 'Dr. Bumbum' por homicídio
15/08/18, 11:55 | OPINIÃO PÚBLICA - Paraná Pesquisas aponta novamente Lula como líder nas intenções de voto
15/08/18, 11:12 | ELEIÇÕES 2018 - Governador do Piauí reforça apoio a Haddad, caso Lula seja impedido
15/08/18, 11:08 | POLÍTICA - Lula diz que não pretende morrer, nem renunciar: 'Vou brigar'
15/08/18, 10:51 | TRAGÉIDA NA ITÁLIA - Sobe para 39 o número de mortos na queda de ponte em Gênova
15/08/18, 10:46 | SAÚDE PÚBLICA - Erros em hospitais matam 148 pessoas por dia no Brasil, mostra estudo
14/08/18, 22:34 | INVESTIGAÇÃO - 2ª Turma do STF retira de Moro mais trechos de delações que citam Lula
14/08/18, 22:13 | POLÍTICA - Haddad diz que Rosa Weber deve julgar candidatura de Lula ‘sem pressões’
14/08/18, 21:56 | JUDICIÁRIO - Rosa Weber toma posse e mulheres chefiam maioria das Cortes Superiores
14/08/18, 21:35 | RECONHECIMENTO - Regina Sousa recebe pela segunda vez o Prêmio Congresso em Foco 'Melhores Senadores'
14/08/18, 21:28 | EMPREGO - Apenas mil empregadas domésticas têm carteira assinada no Piauí, segundo IBGE
14/08/18, 21:11 | INVESTIGAÇÃO - Decisão do STF confirma inocência de Ciro Nogueira na Lava Jato
14/08/18, 16:46 | LEGISLAÇÃO - Projeto que altera Lei Maria da Penha é aprovado na Câmara
14/08/18, 16:42 | ACIDENTE - Ex-goleiro do Cagliari sobrevive à queda de ponte em Gênova
14/08/18, 16:37 | POLÍTICA - Em artigo no NY Times, Lula diz que 'o tempo corre contra a democracia'
14/08/18, 15:13 | EVENTO - Ciro quer debate antes de propor reformas previdenciária e tributária
14/08/18, 15:02 | CRIMINALIDADE - Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site