CBN - A rádio que toca notícia

JUDICIÁRIO

Cármen Lúcia garante pensão por morte às filhas de servidores públicos

Pelo entendimento firmado com a decisão de Fachin, o regime para a concessão do benefício deve ser aquele vigente no momento da morte do servidor

11/07/18, 16:35

A

presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, determinou hoje (11) a retomada do pagamento de pensão por morte a duas filhas de servidores federais. O caso chegou ao STF após o Tribunal de Contas da União (TCU) determinar a suspensão do pagamento.

Ao decidir a questão, Cármen Lúcia entendeu que o pagamento deve ser retomado porque uma decisão anterior do ministro Edson Fachin, assinada em maio, derrubou o entendimento do TCU que determinava a revisão e o cancelamento de pensões por morte concedidas a filhas de servidores civis maiores de 21 anos que tenham outras fontes de renda.

“Seu indeferimento poderia conduzir à ineficácia da medida se a providência viesse a ser deferida somente no julgamento de mérito por ter a pensão natureza alimentar, com gravosas consequências do não recebimento pelas impetrantes”, decidiu a ministra.

Pelo entendimento firmado com a decisão de Fachin, o regime para a concessão do benefício deve ser aquele vigente no momento da morte do servidor. “Assim, enquanto a titular da pensão permanece solteira e não ocupa cargo permanente, independentemente da análise da dependência econômica, porque não é condição essencial prevista em lei, tem ela incorporado ao seu patrimônio jurídico o direito à manutenção dos pagamentos da pensão”, afirmou Fachin.

A Lei 3.373/1958 estipulava que “a filha solteira, maior de 21 anos, só perderá a pensão temporária quando ocupante de cargo público permanente”. A norma foi revogada, entretanto, pela Lei 8.112/1990, mas se estima que cerca de 50 mil pensionistas ainda recebam o benefício.

A nova lei não inclui filhas maiores de 21 anos no rol de dependentes habilitados a receber pensão. Com base nessa nova legislação e após uma varredura em mais de 100 órgãos públicos, o TCU identificou 19.520 benefícios com indícios de irregularidade.

Segundo o Tribunal de Contas, a revisão de pensões irregulares poderia proporcionar uma economia de até R$ 2,2 bilhões aos cofres públicos num período de quatro anos.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
20/08/18, 19:31 | POLÊMICA - Raquel Dodge e MPF defendiam obediência às determinações da ONU
20/08/18, 19:26 | DECISÃO - Ministro Barroso já reconheceu a ONU em decisões anteriores
20/08/18, 19:24 | ELEIÇÕES 2018 - Pesquisa Ibope: Lula segue disparado com 37% das intenções de voto
20/08/18, 19:19 | DECISÃO - Procurador do MPF e da Lava Jato diz que TSE tem que acatar a ONU
20/08/18, 14:56 | EDUCAÇÃO - Começam hoje inscrições para bolsas remanescentes do ProUni
20/08/18, 14:52 | LITÍGIO - Fechamento de fronteira com Venezuela é impensável, diz ministro
20/08/18, 14:45 | SEMINÁRIO - Ministras do STF conclamam mulheres a buscar igualdade pelo voto
20/08/18, 13:22 | ARTIGO - O Direito Internacional e o Sistema Jurídico Nacional
20/08/18, 13:14 | POLÍTICA - Conheça o caminho do registro de candidatura de Lula e Haddad até as urnas
20/08/18, 12:51 | ELEIÇÕES 2018 - Em pesquisa CNT/MDA só com Lula, petista lidera com o dobro de Bolsonaro
20/08/18, 12:47 | POLÍTICA - Assustado com Bolsonaro, FHC defende aliança com PT em eventual segundo turno
20/08/18, 12:43 | ELEIÇÕES 2018 - Alckmin e Ciro lideram rejeição popular, indica pesquisa Ipsos
20/08/18, 12:40 | DESCASO - Roraima pediu apoio militar há um ano, mas Temer ignorou, diz governadora
20/08/18, 12:22 | POLÊMICA - Janot também defendeu que Brasil cumpra decisões internacionais no Supremo
20/08/18, 12:11 | CRIMINALIDADE - Justiça do Piauí julga nesta semana 300 casos de violência contra a mulher
20/08/18, 12:07 | VIOLÊNCIA - Criminosos invadem escola em Teresina, causam pânico e vigias são esfaqueados
20/08/18, 11:54 | PESQUISA - Com 59,59% dos votos válidos, Wellington Dias venceria a eleição no primeiro turno
20/08/18, 08:19 | ARTIGO - Brasil deve cumprir recomendação da ONU e deixar Lula se candidatar a presidente
19/08/18, 19:17 | AVALIAÇÃO - 'Nordeste pode ser decisivo na eleição deste ano', avalia Tereza Cruvinel
19/08/18, 17:47 | ELEIÇÕES - Iniciada a campanha, candidatos a presidente vão ao Nordeste
19/08/18, 17:44 | ELEIÇÕES 2018 - Alckmin pode perder 36% do tempo de TV por causa do MDB
19/08/18, 17:41 | CONFLITO - Exército diz que 1,2 mil venezuelanos saíram do Brasil após violência
19/08/18, 13:52 | VIOLÊNCIA - Quatro presos são encontrados mortos na Penitenciária de Alcaçuz
19/08/18, 13:32 | BRASILEIRÃO - Atlético-PR vence e impede Flamengo de ser líder do Brasileiro
19/08/18, 13:11 | POLÍTICA - OEA enviará observadores que devem acompanhar eleições de outubro
19/08/18, 12:16 | ELEIÇÕES - Wilson diz que saída de Rodrigo representa uma baixa, mas não enfraquece o grupo
19/08/18, 12:04 | ESPORTE INTERNACIONAL - Vinicius Júnior é relacionado para estreia do Real Madrid no Espanhol
19/08/18, 11:37 | POLÍTICA - Bolsonaro diz que bíblia prega o armamento
19/08/18, 11:33 | ARTIGO - Plano de Negócio e o Empreendedor
19/08/18, 09:48 | VIOLÊNCIA - Homens com fuzis invadem bar e rendem candidato a vice de Romário
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site