CBN - A rádio que toca notícia

ARTIGO

O magistrado e o exaurimento da jurisdição

Portanto, uma vez prolatada e publicada a sentença o juiz cumpre e encerra o ofício jurisdicional no respectivo processo-crime. Encerrada sua função, não mais cabe ao magistrado se manifestar sobre a causa

10/07/18, 13:41

Por Nixonn Freitas Pinheiro, advogado (foto)

N

o Direito Penal e no Processual Penal, tal qual no âmbito civil, colhemos uma questão jurídica de substancial relevância constitucional: “o exaurimento da função jurisdicional” ou simplesmente o “exaurimento da jurisdição”.

Segundo Ricardo Benevenuti Santolini, especialista em Direito Penal e Processo Penal, em seu compêndio “A Jurisdição no Processo Penal”, jurisdição existe para vários ramos do direito. Pela definição de Giuseppe Chiovenda - cita o especialista -, jurisdição é “a função do Estado que tem por escopo a atuação da vontade concreta da lei por meio da substituição, pela atividade de órgãos públicos, na atividade de particulares ou de outros órgãos públicos, já no afirmar da existência da vontade da lei, já no torná-la, praticamente, efetiva.” José Frederico Marques é ainda mais objetivo, dizendo que é “a função estatal de aplicar as normas da ordem jurídica em relação a uma pretensão”.

Quando se exaure, então, a função jurisdicional? Em outros termos, interroga-se: “Quando termina a função do juiz no processo-crime, por exemplo?” A resposta é simples: “Quando há a prolação da sentença”. É justamente aqui que se encerra a prestação jurisdicional, a função judicante no processo-crime. Aqui surge a figura jurídica do “juiz sentenciante”. Após, o juiz tem apenas uma oportunidade para se manifestar processo-crime: quando julga admitindo ou não o recurso de embargos de declaração.

Havendo recurso de apelação contra uma sentença condenatória ou absolutória, seja pelo Ministério Público ou pelo sentenciado (quando condenado), o juiz sentenciante se desliga do processo-crime.

Transitada em julgado a sentença, o juiz sentenciante somente voltará ao respectivo processo-crime se ele próprio for o juízo competente da execução da pena. Isso ocorre quando em uma determinada Comarca ou jurisdição houver Vara Única. Caso contrário, transitada em julgado ou não a sentença o processo-crime segue para o juízo da execução da pena e não para o juízo sentenciante, seja para a execução provisória ou definitiva da pena.

Portanto, uma vez prolatada e publicada a sentença o juiz cumpre e encerra o ofício jurisdicional no respectivo processo-crime. Encerrada sua função, não mais cabe ao magistrado se manifestar sobre a causa.

Esgotada a função jurisdicional do juiz sentenciante, seja para executar a pena provisoriamente, seja para executá-la definitivamente, a competência e a função jurisdicional se transfere para a alçada do juízo da Execução da Pena, que tem por objetivo efetivar as disposições da sentença ou de decisão criminal e proporcionar condições para a harmônica integração social do condenado e do internado. Portanto, a execução penal competirá ao Juiz indicado na lei local de organização judiciária e, na sua ausência, ao da sentença. Seja execução provisória ou definitiva.

O art. 66, da Lei Federal nº 7.210, de 11 de julho de 1984, define as competências do juiz da execução penal, entre as quais a de aplicar aos casos julgados lei posterior que de qualquer modo favoreça o condenado; declarar extinta a punibilidade; decidir sobre soma ou unificação de penas; progressão ou regressão nos regimes; detração e remição da pena; suspensão condicional da pena; livramento condicional; incidentes da execução, etc., etc.

Fonte: JL
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
22/10/18, 17:59 | INSTITUCIONAL - Conselho aprova primeiro Plano Nacional de Segurança Pública
22/10/18, 17:56 | LAVA JATO - PGR recorre de decisão que mandou soltar irmão de Beto Richa
22/10/18, 17:52 | ECONOMIA - Saiba o que Bolsonaro e Haddad propõem para a economia
22/10/18, 17:48 | POLÍTICA - TSE e TREs divulgam carta defendendo segurança das urnas eletrônicas
22/10/18, 17:40 | REAÇÃO - “Atacar Poder Judiciário é atacar a democracia”, diz presidente do STF
22/10/18, 15:58 | FECHAR O SUPREMO - Ministro diz que filho de Bolsonaro cometeu crime contra a Lei de Segurança Nacional
22/10/18, 15:53 | MOVIMENTO - CNBB e mais seis entidades pedem equilíbrio às vésperas das eleições
22/10/18, 15:46 | POLÍTICA - Para Haddad, instituições não estão reagindo a ameças à democracia
22/10/18, 15:36 | CRISE - Parte do Exército busca blindar imagem da Forças Armadas caso Bolsonaro fracasse
22/10/18, 15:34 | CRIMES - Polícia Federal abriu 469 inquéritos para investigar crimes eleitorais
22/10/18, 14:47 | REPERCUSSÃO NEGATIVA - New York Times chama Bolsonaro de 'triste escolha' e 'risco à democracia'
22/10/18, 14:17 | AGRESSÃO - Em vídeo, coronel chama presidente do TSE de 'vagabunda' e 'corrupta'
22/10/18, 10:58 | POLÊMICA - Ministros do STF consideram declaração de filho de Bolsonaro extremamente grave
21/10/18, 22:06 | POLÍTICA - Em guerra nada santa, Edir Macedo mira a Globo e os católicos
21/10/18, 22:01 | ANÁLISE POLÍTICA - Encorajados por discurso de ódio, preconceituosos saem do armário
21/10/18, 21:47 | POLÍTICA - Observadores da OEA voltam ao Brasil para o segundo turno das eleições
21/10/18, 21:24 | COLETIVA - Ministra rebate Eduardo Bolsonaro e diz que instituições são sólidas
21/10/18, 21:18 | ABSURDO - Bolsonaro repudia fala do filho: tem que consultar um psiquiatra
21/10/18, 21:04 | POLÍTICA - FHC diz que declarações de filho de Bolsonaro 'cheiram a fascismo'
21/10/18, 20:50 | POLÍTICA - “Bolsonaro é louco, vingativo e insano”, diz Roger Waters
21/10/18, 20:40 | ESPORTE - Em jogo disputado e cheio de lances curiosos, Palmeiras vence o Ceará no Pacaembu
21/10/18, 16:40 | AGRESSÃO - Filho de Bolsonaro ameaça fechar o Supremo Tribunal com um soldado e um cabo
21/10/18, 16:14 | SISTEMA - Órgãos lançam observatório para registrar atos de violência por intolerância política
21/10/18, 16:09 | DECISÃO - Corregedor Nacional do CNJ atende OAB e revoga Provimento nº 68
21/10/18, 16:05 | EVENTO - Profissionais debaterão sobre suas áreas de atuação durante evento na OAB-PI
21/10/18, 15:15 | POLÍTICA - Alvo de protestos, Bolsonaro diz defender a liberdade de expressão
21/10/18, 15:10 | ELEIÇÕES 2018 - No Nordeste, Haddad promete limitar preço do gás de cozinha
21/10/18, 15:07 | MANIFESTAÇÕES - Brasileiros no exterior protestam contra ditadura e pela democracia
21/10/18, 15:04 | ELEIÇÕES 2018 - TSE prepara anúncio de medidas de combate às fake news
21/10/18, 15:01 | EDUCAÇÃO - Enem: estudantes podem confirmar inscrição a partir desta 2ª feira
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site