CBN - A rádio que toca notícia

INVESTIGAÇÃO

Patrimônio de Aécio Neves triplica após eleição de 2014

Salto é resultado de operação envolvendo cotas de emissora do tucano; em nota, senador diz que informação é falsa e absurda

14/03/18, 07:26

D

ocumentos da Receita Federal revelam que o patrimônio declarado do senador Aécio Neves (PSDB-MG) triplicou após após a eleição de 2014, quando perdeu a disputa presidencial para a Dilma. A informação é do jornal "Folha de S. Paulo".

O salto patrimonial foi de R$ 2,5 milhões em 2015 para R$ 8 milhões em 2016. Segundo dados da publicação, o crescimento é resultado de operação financeira entre Aécio e sua irmã Andrea Neves envolvendo cotas que o senador tinha da rádio Arco Íris.

Em nota de sua assessoria de imprensa, Aécio Neves refuta os dados da matéria da "Folha de S. Paulo". "A informação é falsa e absurda. Não se sabe porque o jornal escolheu essa data uma vez que não houve, a partir de 2014, a aquisição de qualquer bem pelo senador. Portanto, ao contrário do que sugere a matéria, não houve qualquer aumento no seu patrimônio", diz a nota.

Quebra de sigilo

Os dados foram publicados depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) ordenou a quebra de sigilo fiscal do tucano em ação cautelar que corre paralelamente ao inquérito que investiga Aécio por ter pedido R$ 2 milhões ao dono da empresa JBS, Joesley Batista.

O aumento patrimonial

Metade dos recursos foi rastreada pela Operação Patmos, um desdobramento da Lava Jato no STF, que levou à prisão de Andrea, braço direito de Aécio quando ele governou Minas Gerais (2003-2010). Ela foi solta em junho.

Nas eleições de 2014, Aécio declarou ao TSE que suas cotas na Arco Íris afiliada da Jovem Pan, valiam R$ 700 mil, na forma de uma dívida que mantinha com a antiga dona, sua mãe.

Por dois anos, em 2014 e 2015, o tucano também declarou à Receita R$ 700 mil, conforme as cópias das declarações de Imposto de Renda agora em poder do STF.

Em setembro de 2016, Aécio decidiu vender suas cotas à outra sócia na rádio, Andrea. Ao realizar a operação, o senador declarou ao Fisco que elas valiam R$ 6,6 milhões, quase dez vezes mais do que um ano antes.

Ao mesmo tempo, a mãe de Aécio perdoou a dívida com o filho. Os mesmos R$ 6,6 milhões foram declarados por Andrea em seu Imposto de Renda — cujo sigilo também foi quebrado pelo STF.  Aécio declarou que vendeu as cotas em 48 prestações, incluindo uma primeira parcela de R$ 380 mil.

Coluna

Aécio também declarou à Receita Federal recebimento da Empresa Folha da Manhã, que edita o jornal "Folha de S. Paulo", quem publicou a matéria. Ele prestou serviço como colunista da publicação a partir de 2011.

Na publicação, a Folha diz que remunera seus colunistas e lembra que Aécio deixou de ser colunista em maio de 2017, após a Operação Patmos. O senador, segundo a publicação, declarou ter recebido R$ 13,2 mil (2014), R$ 21,4 mil (2015) e R$ 25,8 mil (2016).

Leia a nota de Aécio Neve na íntegra

"Em matéria publicada nesta terça-feira, a Folha de S.Paulo vincula as eleições de 2014 ao que seria um salto no patrimônio do senador Aécio Neves.

A informação é falsa e absurda. Não se sabe porque o jornal escolheu essa data uma vez que não houve, a partir de 2014, a aquisição de qualquer bem pelo senador. Portanto, ao contrário do que sugere a matéria, não houve qualquer aumento no seu patrimônio.

A Folha confundiu crescimento patrimonial com valorização de um patrimônio pré-existente. Para afirmar que o patrimônio triplicou, misturou valores históricos de bens e valores atuais de venda de um ativo.

Ao fazer referência de que o valor declarado antes de 2016 “era menor”, a matéria simplesmente omite que é exatamente isso o que determina a legislação. Os bens são declarados pelo valor pelo qual são adquiridos e apenas quando são vendidos os novos valores são registrados. Foi isso exatamente o que foi feito.

Por exemplo, se alguém comprou um apartamento por 100 mil reais e o vendeu hoje por um milhão, não se pode dizer que o patrimônio dessa pessoa cresceu 1000%. O patrimônio é o mesmo, o que houve foi apenas a sua valorização.

Importante ressaltar que parte do valor advindo da venda das quotas será recebido no futuro, sendo, portanto, crédito a receber.

É grave e condenável a tentativa de lançar suspeitas sobre uma operação comercial legítima declarada à Receita Federal, e que teve os impostos devidamente recolhidos.

Os sigilos fiscais do senador sempre estiveram à disposição das autoridades e é lamentável que tenham sido vazados ilegalmente e seus dados interpretados de forma tão incorreta."

Fonte: JL/OTempo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
18/12/18, 13:54 | SAÚDE - Crianças são recebidas por Mamãe Noel em sala de vacina de UBS em Teresina
18/12/18, 13:50 | EDUCAÇÃO - Aluna de escola municipal de Teresina é aprovada em seleção para estudar no Rio de Janeiro
18/12/18, 13:20 | POLÍTICA - FHC afirma ter votado nulo para presidente no 2º turno
18/12/18, 13:11 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Ministério Público abre 22 apurações com base no Coaf e envolve filho de Bolsonaro
18/12/18, 13:03 | ESPORTE - Copa América 2019: Brasil fará dois jogos em São Paulo na primeira fase
18/12/18, 12:53 | ECONOMIA - Salário de dezembro dos servidores municipais de Teresina será pago antecipado
18/12/18, 12:50 | ESCÂNDALO - Piauiense faz denúncia contra médium João de Deus, diz Ministério Público
18/12/18, 12:47 | EDUCAÇÃO - Instituições públicas do Piauí ofertam quase 10 mil vagas no Sisu
18/12/18, 12:41 | JUDICIÁRIO - Para 2019, STF marca julgamento de 2ª instância, homofobia e drogas
18/12/18, 12:39 | EDUCAÇÃO - Mais de 1 milhão de jovens não concluem o ensino médio até os 19 anos
18/12/18, 12:36 | ACIDENTE - Temer oferece ajuda federal para vítimas de incêndio em Manaus
18/12/18, 12:27 | ACIDENTE - Manaus monta esquema de atendimento a famílias vítimas de incêndio
17/12/18, 20:55 | POLÊMICA - Mulher de Bolsonaro manda retirar todas as obras católicas do Palácio da Alvorada
17/12/18, 20:26 | EDUCAÇÃO - Primeira edição do Sisu 2019 deve abrir mais de 235 mil vagas
17/12/18, 20:23 | POLÊMICA - Mais Médicos: quase 1/3 dos profissionais ainda não se apresentou
17/12/18, 20:19 | CRIMES - MP de Goiás recebe mais de 500 relatos contra médium João de Deus
17/12/18, 19:31 | POLÍTICA - Família Bolsonaro repete velhas práticas condenadas pelo eleitor
17/12/18, 19:25 | TRANSIÇÃO - Bolsonaro indicará juízes “duros com o crime”, diz Sérgio Moro
17/12/18, 19:17 | ECONOMIA - Paulo Guedes diz que pretende cortar até 50% das verbas do Sistema S
17/12/18, 18:44 | OPERAÇÃO - Anac começa operação de fiscalização de empresas aéreas no país
17/12/18, 18:39 | TRANSIÇÃO - Moro anuncia subprocuradora para Secretaria Nacional de Justiça
17/12/18, 18:28 | ACIDENTE - Em nota, refinaria diz que incêndio não causou vítimas
17/12/18, 11:38 | BELEZA - Filipina vence Miss Universo 2018
17/12/18, 11:27 | PROGRAMA - Em carta, Lula agradece médicos cubanos por cuidados aos brasileiros
17/12/18, 11:23 | CRIMES - PGR deve analisar movimentações financeiras de ex-assessor de Flávio Bolsonaro
17/12/18, 11:19 | LEGISLAÇÃO - Câmara engaveta há mais de um ano proposta que pune até os estupros mais antigos atribuídos a João de Deus
17/12/18, 09:56 | ABUSOS SEXUAIS - Defesa deve pedir hoje prisão domiciliar para João de Deus
17/12/18, 09:52 | ECONOMIA - Receita paga hoje as restituições do último lote do IRPF 2018
17/12/18, 09:49 | OBRA - Bolsonaro deve inaugurar colégio militar que leva nome de seu pai
16/12/18, 19:22 | PRÊMIO - Bolsonaro vence na França prêmio 'Racista do Ano' e 'Misógino do Ano'
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site