CBN - A rádio que toca notícia

SUCESSÃO

PT estica campanha de Lula para presidente para não desgastar plano B

Partido insiste em manter ex-presidente como candidato ao Planalto o máximo que for possível

12/03/18, 12:19

A

o menor questionamento sobre uma possível alternativa do PT caso o ex-presidente Lula tenha a candidatura ao Palácio do Planalto impedida, líderes do partidos repetem como um mantra que “não há plano B, é o nosso único candidato”. A manutenção do discurso, mesmo com derrotas judiciais seguidas que tornam a prisão do petista cada vez mais verossímil, pode estar ligada à estratégia de manter a candidatura viva o maior tempo possível. A tese é que uma transferência de votos será mais eficiente se ocorrer mais próxima da eleição.

Além disso, não falar em nomes agora evita que a tentativa de desconstrução de um outro candidato petista comece antes mesmo da eleição. Nomes como do ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT) e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) já foram ventilados e sofreram com desgastes de vazamentos de denúncias.

Lula aparece hoje como líder nas pesquisas de intenção de votos. Em nenhuma delas ele aparece com menos de 30%, o que lhe garantiria uma participação no segundo turno. Segundo um interlocutor do partido, é importante manter Lula como candidato pelo maior tempo possível, para que o candidato indicado por ele consiga alcançar o máximo possível do percentual de votos hoje no ex-presidente.

O líder do governo estadual petista na Assembleia Legislativa de Minas (ALMG), deputado Durval Ângelo, mantém o mesmo discurso pronto de que Lula é o único candidato. “O PT só tem um plano: o plano L. Só Lula”.

Porém, ele ressalta que o ex-presidente é hoje o único candidato capaz de fazer uma transferência de votos. “Segundo o Vox Populi, 80% das pessoas que votam nele votariam em alguém indicado por Lula. Segundo o Datafolha, esse percentual é de 65%. Evidentemente que a exposição em maior tempo ajuda. Mas achamos que, no final, o STF vai ter juízo e isenção e vai liberar a candidatura de Lula”, disse.

O presidente do PT de Belo Horizonte, Arnaldo Godoy (PT), afirma que a manutenção do nome de Lula é também um ato de resistência ao que ele chama de perseguição. “Fica bem claro que eles estão fazendo de tudo para tirar o ex-presidente Lula da disputa eleitoral. Essa é uma postura completamente antidemocrática”, afirmou Godoy.

O vereador explica que, até o momento, a tática de “perseguição” ao ex-presidente Lula tem dado o efeito contrário. “É só você acompanhar os resultados das pesquisas. Mesmo depois da condenação do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Lula continua com a mesma intenção de voto, em alguns caso até cresceu. Quanto mais batem no Lula, mais ele se fortalece eleitoralmente”, disse.

O destino da candidatura de Lula está nas mãos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na teoria, Lula está inelegível após ser condenado em segunda instância. Isso é o que prevê a Lei da Ficha Limpa. Porém, a Justiça Eleitoral só pode analisar a inelegibilidade depois do registro da candidatura, em julho. Petistas contam com a demora da tramitação do processo para manter Lula na campanha com liminares judiciais.

Outras legendas estão na mira

Se as lideranças petistas rejeitam falar sobre um outro nome do partido para a Presidência que não seja o ex-presidente Lula, quando o assunto é uma possível aliança com outro partido, a resistência é ainda maior. Porém, já há movimentações de bastidores para aproximação de legendas de esquerda que já lançaram seus pré-candidatos.

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) se reuniu no mês passado com o pré-candidato pelo PDT, o ex-ministro Ciro Gomes. O encontro irritou alguns petistas, mas Haddad disse a interlocutores que teria sido autorizado pelo próprio Lula a iniciar conversas com outros partidos para tentar buscar uma unidade entre as esquerdas e evitar uma vitória da direita nas eleições de outubro.

A filiação do líder do Movimento dos Trabalhadores do Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, também provocou uma crise no partido. Fundadores do PSOL afirmam que a candidatura de Boulos pode se transformar em linha auxiliar de Lula e do PT. O ato de filiação de Boulos, inclusive, contou com a apresentação de um vídeo do ex-presidente Lula elogiando Boulos e sua candidatura.

“Um candidato lulista no PSOL é um completo desrespeito à historia de nosso partido”, disse, em seu Twitter, o ex-deputado Babá, um dos fundadores do PSOL. Ele afirmou ainda que “a militância do PSOL assistiu indignada à participação de Lula no lançamento da candidatura de Guilherme Boulos”. Dentro do PT, entretanto, a possibilidade de uma aliança com Boulos e o PSOL é vista hoje como remota.

Avaliações

“Lula é o único que transfere votos. Segundo o Vox Populi, 80% das pessoas que votam nele votariam em alguém indicado por Lula. Segundo o Datafolha, esse percentual é de 65%.”

Durval Ângelo (PT)

Deputado estadual

“É só você acompanhar os resultados das pesquisas. Mesmo depois da condenação do TRF–4, Lula continua com a mesma intenção de voto, em alguns casos até cresceu.”

Arnaldo Godoy

presidente do PT-BH

Quem são as alternativas

Jaques Wagner. Governou a Bahia entre 2006 e 2014. Depois foi um dos ministros mais influentes do segundo mandato do governo de Dilma Rousseff (PT) e um dos responsáveis por tentar articular no Congresso para tentar evitar o processo de impeachment contra a ex-presidente. Recentemente foi alvo de operação da Polícia Federal (PF) que investiga supostas irregularidades na contratação dos serviços de demolição, reconstrução e gestão do estádio Arena Fonte Nova, em Salvador para a Copa do Mundo.

Fernando Haddad. Foi prefeito de São Paulo entre 2012 e 2016. Tentou a reeleição, mas foi derrotado nas eleições ainda no primeiro turno por João Doria (PSDB). Entre os petistas, adota uma linha com maior autocrítica sobre a postura do PT nos governos Lula e Dilma.

Alianças. Entre as possíveis alianças que podem ser firmadas pelo PT com outros partidos, a mais viável seria uma composição com ex-ministro cearense Ciro Gomes (PDT).

Fonte: JL/OTempo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
18/01/19, 17:19 | ESCÂNDALO - As principais contradições da família Bolsonaro no caso Queiroz
18/01/19, 17:09 | SUPREMO - ‘Foro só vale no cargo’, diz Marco Aurélio sobre pedido de Flávio
18/01/19, 17:05 | ESCÂNDALO - Heleno diz que Bolsonaro vê caso Queiroz como ‘assunto do Flávio’
18/01/19, 16:50 | POLÍTICA - Bolsonaro nomeia secretária acusada de improbidade e danos ao erário
18/01/19, 16:16 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Caso Fabrício Queiroz: origens, cronologia dos fatos e personagens
18/01/19, 15:08 | PRÊMIO - Unesco anuncia Rio como primeira Capital Mundial da Arquitetura
18/01/19, 15:05 | EDUCAÇÃO - Aumenta pela primeira vez desde 2011 nota máxima na redação do Enem
18/01/19, 15:02 | DECISÃO - Governo prorroga por um ano Operação Acolhida a venezuelanos
18/01/19, 14:35 | INTERNACIONAL - Apoio de Bolsonaro à oposição venezuelana coloca Brasil em risco de guerra
18/01/19, 14:32 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Para jurista, Bolsonaro ‘passou recibo’ sobre sua relação com caso Queiroz
18/01/19, 14:30 | PRESTAÇÃO DE CONTAS - Em duas campanhas, Onyx recebeu R$ 200 mil de fabricante de armas
18/01/19, 13:35 | PARLAMENTO - Senadores gastaram R$ 21 milhões da Cota Parlamentar em 2018
18/01/19, 13:16 | REPERCUSSÃO - Mourão sobre pedido de Flávio Bolsonaro: 'Vou aguardar esclarecer'
18/01/19, 13:14 | REPERCUSSÃO - Ministro diz que pedidos como o de Flávio Bolsonaro vão para o 'lixo'
17/01/19, 22:02 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Fux diz que “protege” processo ao suspender o caso Queiroz
17/01/19, 21:59 | REPERCUSSÃO - Líderes do MBL criticam Flávio Bolsonaro por caso Queiroz
17/01/19, 21:54 | INTERNACIONAL - Atentado com carro-bomba mata ao menos dez em Bogotá
17/01/19, 21:41 | POLÍTICA - Área militar do governo mostra desconforto com suspensão da investigação do caso Queiroz
17/01/19, 21:21 | POLÊMICA - Ministros do STF ficaram surpresos com pedido de Flávio Bolsonaro
17/01/19, 17:59 | CRIME - Bernardo Mello Franco: Flávio Bolsonaro diz que não é, mas age como investigado
17/01/19, 17:48 | CASO QUEIROZ - 'Eu não quero foro privilegiado', disse Jair Bolsonaro ao lado de Flávio em 2017
17/01/19, 17:40 | POLÊMICA - Desembargadora que atacou Marielle diz que Boulos vai ser 'recebido a bala'
17/01/19, 16:41 | ARTIGO JURÍDICO - Responsabilidade Penal da Pessoa Jurídica
17/01/19, 16:22 | POLÊMICA - Liberação da posse de armas é 'projeto de morte mal-intencionado'
17/01/19, 16:17 | POLÊMICA - Ativistas temem explosão da violência no campo com flexibilização da posse de armas
17/01/19, 16:12 | REPERCUSSÃO - Decreto sobre armas pode elevar feminicídios e suicídios, aponta Sou da Paz
17/01/19, 14:35 | DESCASO - Prefeito de Luzilândia comete crime de improbidade e Receita bloqueia recursos
17/01/19, 13:54 | DESCASO - Deputado defensor da liberação da caça de animais vai comandar órgão de proteção florestal
17/01/19, 13:46 | CRIME - Policiais prendem suspeito de ter participado de ataque a Martha Rocha
17/01/19, 13:41 | INVESTIGAÇÃO - BOMBA: Investigado preso por assassinato de Marielle incrimina vereador aliado de Bolsonaro
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site