CBN - A rádio que toca notícia

PROTESTOS

Mulheres saem às ruas do país contra violência e pela democracia

Twitaço #8McontraGlobo foi o terceiro assunto mais comentado da manhã. Além das bandeiras feministas, a defesa da democracia também pautou os protestos e atos públicos

08/03/18, 16:22

M

ilhares de mulheres protagonizaram em todas as regiões do país e na internet os atos do Dia Internacional de Luta das Mulheres na manhã desta quinta-feira (8).

Logo cedo, às 5h30, o parque gráfico do jornal O Globo, na cidade do Rio de Janeiro, foi ocupado por cerca de 800 mulheres de diversos movimentos populares, pontuando mais uma vez a crítica à participação da emissora no golpe de 2016, que destituiu a ex-presidenta Dilma Rousseff da presidência da República.

Também para denunciar a participação do setor empresarial no processo de impeachment, cerca de 800 manifestantes ocuparam uma fábrica ligada à Riachuelo, na região metropolitana de Natal, no Rio Grande do Norte. Além de apoiar abertamente o golpe, o grupo empresarial de Flávio Rocha teve uma condenação em 2016 por praticar um regime de trabalho análogo ao escravo.

Em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, as mulheres trabalhadoras do campo e da cidade marcharam pelas ruas centrais em defesa da democracia e da soberania nacional e fizeram um protesto simbólico contra o feminicídio. Na sequência, elas se deslocaram para o  Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) para protestar contra a criminalização dos movimentos populares, a seletividade da justiça brasileira e o auxílio-moradia dos juízes.

Em Porto Velho, capital de Rondônia, cerca de 500 mulheres da Via Campesina e Levante Popular da Juventude protestaram bloqueando o acessos aos portos de gás e gasolina. 

Já no Pará, as mulheres se uniram contra a construção da Usina de Belo Monte, ao denunciarem o aumento da violência na região após a instalação da hidrelétrica. A cidade é uma das mais violentas do Brasil. Em Belém, 400 camponesas marcharam pelas ruas da capital e escracharam a multinacional Hydro na Amazônia, a maior responsável pelo crime ambiental no município de Barcarena.

No Piauí, mulheres sem-terra ocuparam a sede do Incra, em Teresina, para exigir soluções para os entraves no processo de Reforma Agrária.  Também houve ocupação na sede do Incra em Brasília. A Jornada denuncia a violência contra a mulher, o agronegócio e o avanço do governo Temer sobre os direitos da classe trabalhadora em diversos setores.

Na Bahia, em Santo Sé, as trabalhadores sem-terra ocuparam a fazenda da Frutmag, do Grupo Magnesita, que em 2013 demitiu 1.800 trabalhadores. Na cidade de Boa Vista do Tupim, também na Bahia, na região da Chapada Diamantina, as trabalhadoras rurais ocuparam a prefeitura, com o lema pela democracia e pela Reforma Agrária.

No Mato Grosso, as camponesas do MST ocuparam a fazenda Entre Rios, na cidade de Jacira, que está penhorada no Banco do Brasil por empréstimos vencidos e também com dívidas na Receita por não pagar os impostos.

Em Pernambuco, o Fórum de Mulheres do Araripe realizou um ato público contra o fechamento das escolas do campo. Já na capital Maranhense, em São Luís, outro grupo de mulheres ligadas ao MST protestaram em frente à Assembléia Legislativa, onde denunciaram a violência no campo. Em 2017, foram 65 pessoas assassinadas em conflitos no campo em todo o Brasil.

Em Fortaleza, no Ceará, 10 mil mulheres estiveram em marcha pelas ruas da capital. Já em Aracaju-SE, foi realizado uma intervenção na porta do poder Judiciário, denunciando a omissão da justiça em relação à violência contra as mulheres. Segundo as organizações que participaram do ato, apenas no estado, houveram 15 casos de feminicídio entre 2016 a 2018.

Twitter

Paralelamente a ocupação no parque gráfico das Organizações Globo, foi iniciado um twittaço com a marca #8McontraGLOBO a partir das 8h da manhã. Em menos de uma hora, às 8h45, o protesto virtual já era o sexto assunto mais comentado no Brasil.

Às 9h20, com pouco mais de uma hora de engajamento, o twittaço contra a Rede Globo chegou no terceiro lugar entre os destaques nacionais da rede social.

As mobilizações nas redes sociais e nas ruas continuam em diversas cidade do Brasil na tarde desta quinta. 

Fonte: JL/Brasil de Fato
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
20/10/18, 14:03 | ARTIGO JURÍDICO - TCO lavrado por policial militar é constitucional
20/10/18, 13:25 | CRIME - Mais de 100 mil contas são banidas do Whatsapp do Brasil por causa de eleições
20/10/18, 12:14 | POLÍTICA - Aliados de Bolsonaro já começaram a brigar pela presidência da Câmara
20/10/18, 11:51 | POLÍTICA - Com PSDB fragilizado, Novo pode eleger seu 1º governador em Minas
20/10/18, 11:47 | CLIMA TENSO - Universidades são ameaçadas de "massacre" por eleitores de Bolsonaro
20/10/18, 11:24 | POLÍTICA - Movimentos realizam manifestação nacional pela democracia neste sábado (20)
20/10/18, 11:15 | POLÍTICA - Mineradora é punida pelo TRT por coagir funcionários a votar em Bolsonaro
19/10/18, 21:28 | CRIME - TSE abre investigação sobre Bolsonaro e mensagens contra Haddad na internet
19/10/18, 21:16 | REPERCUSSÃO - Imprensa internacional destaca 'rede de notícias criminosas' de Bolsonaro
19/10/18, 21:13 | DECLARAÇÃO - 'Me preocupa o que está no horizonte', diz ministro do STF
19/10/18, 21:02 | CRIME - WhatsApp exclui contas com mentiras para prejudicar Haddad
19/10/18, 19:09 | PESQUISA - Vox Populi coloca Bolsonaro e Haddad quase empatados: 53% x 47%
19/10/18, 19:03 | ELEIÇÕES - Prefeitos saem do PSDB após declararem apoio a França
19/10/18, 18:51 | POLÍTICA - Maioria dos eleitores considera debates importantes, aponta Datafolha
19/10/18, 18:38 | POLÊMICA - TSE e PGR foram omissos diante de atos violentos e fake news, diz CNDH
19/10/18, 18:34 | REAÇÃO - Manifestantes criticam propostas de Bolsonaro para meio ambiente
19/10/18, 18:32 | SAÚDE - Estudo relaciona 12% das mortes por câncer de mama ao sedentarismo
18/10/18, 21:56 | ANÁLISE POLÍTICA - É hora de se debruçar sobre a propaganda em rede de Bolsonaro
18/10/18, 21:50 | ELEIÇÕES NO BRASIL - Empresas compram pacotes ilegais de envio de mensagens contra o PT no WhatsApp, diz jornal
18/10/18, 21:15 | CRIME - PDT vai pedir anulação das eleições por fraude de Bolsonaro contra Haddad
18/10/18, 21:08 | CRIME ELEITORAL - Diretor do Datafolha: salto de Bolsonaro nas pesquisas indica fraude
18/10/18, 20:49 | LEVANTAMENTO - Brasil tem 477 grávidas e lactantes no sistema carcerário
18/10/18, 20:47 | POLÍTICA - Bolsonaro não vai participar de debates com Haddad
18/10/18, 20:43 | CRIME - MPE vai apurar suspeita de doações ilegais à campanha de Bolsonaro
18/10/18, 12:55 | EDUCAÇÃO - Cartões do Enem serão liberados na segunda-feira, dia 22
18/10/18, 12:51 | DIEESE - Pagamento do 13º salário injeta R$ 211,2 bilhões na economia
18/10/18, 12:45 | MOVIMENTO - Com juristas, Haddad chama campanha anti-PT de “tentativa de fraude
18/10/18, 09:44 | FUTEBOL - Cruzeiro 2 x 1 Corinthians: hexacampeão da Copa do Brasil
18/10/18, 09:39 | POLÊMICA - Em casos anteriores, STF suspendeu indiciamento de autoridades pela PF
18/10/18, 08:59 | AGENDA - Dia é de definições para os candidatos à Presidência da República
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site