CBN - A rádio que toca notícia

ARTIGO

Delação premiada e os valores éticos e morais em defesa da sociedade

É pela concretização da colaboração premiada que se pode evitar que outros delitos se repitam e que cesse os cursos daqueles que estão sendo investigados e denunciados

16/07/17, 16:27
Por Nixonn Freitas Pinheiro, advogado
 
N
o cotidiano, muito embora ética e moral estejam relacionadas entre si, a ética, entretanto, é que exerce uma permanente vigilância sobre a moral do homem. Isso porque os termos têm conceitos distintos. Não raro, faz-se uma tremenda confusão entre ética e moral. Na aplicação do Direito e da norma jurídica, por exemplo, a confusão persiste em não saber-se operar a distinção. Ética significa modo de ser, de agir. Enquanto que a moral tem sua origem nos costumes, na educação de berço.

Na concepção de Nair de Souza Motta, em sua obra “Ética e Vida Profissional”, a ética é “um conjunto de valores que orientam o comportamento do homem em relação aos outros homens na sociedade em que vive, garantindo, outrossim, o bem-estar social. É a forma como o homem deve se comportar no seu meio social”. Para Èmile Durkheim, em seu compêndio “Da divisão do trabalho social”, “Moral é a “ciência dos costumes”, sendo algo anterior à própria sociedade e tem caráter obrigatório no convívio humano”.

Sustentado nos pilares sociais em epígrafe, buscou-se nas desenvolvidas e aprimoradas legislações penais do mundo instituir-se a delação alicerçada em valores éticos e morais. Como meio, portanto, a ser utilizado na procura da verdade criminal. Na Ciência da Criminologia, ninguém obtém uma verdade real-penal que não seja pela ética e pela moral. Socialmente, de acordo com a filosofia de Renan Bardine, “ética e moral são os maiores valores do homem livre. Ambos significam ‘respeitar e venerar a vida’”.

Entre nós, delatar tem sido objeto de contestação pelos atingidos e alcançados pela lei. De que, por exemplo, os delatores não têm moral e não agem com ética para delatar partícipes de crimes. Que, hoje, o instituto se transformou em uma imoralidade representada pela traição.

Em verdade, os(as) alcançados(as) por operações criminais não se cansam em tentar desvirtuar propositalmente o instituto. Sob o ângulo penal, não há nada de imoral delatar um comparsa. Delatar está inserido em um contexto de proteção da sociedade e não de criminosos. A delação nasceu em todo o mundo como arma para proteger o seio social e não para blindar infratores. Para, enfim, assegurar-se uma punibilidade rápida e eficiente.

É pela concretização da colaboração premiada que se pode evitar que outros delitos se repitam e que cesse os cursos daqueles que estão sendo investigados e denunciados. Como instituto jurídico-penal, o fundamental na delação é vencer pactos de silêncio estabelecidos entre criminosos.

Muitos tentam confundir álibi (versão criminal) com delação. No álibe não há obrigatoriedade do criminoso-confesso falar a verdade. Ele pode até mentir. Ao contário, na delação o criminoso-delator é obrigado a comprovar o que delata na busca da verdade real sobre determinado crime ou crimes.  No álibi, na versão criminal, prepondera o princípio da inocência. Na delação não. Ou o criminoso comprova o fato delatado ou não surtirá efeito aquilo que disser.

No aspecto jurídico do álibi (que pode derivar de uma confissão ou não) não há exigência para que o criminoso diga a verdade e somente a verdade. Na delação, no entanto, ele não pode mentir. Isso porque, além de “entregar” o chefe da organização criminosa o delator obriga-se também a “entregar” os demais comparsas, comprovando a verdade dos fatos articulados, seja por outros fatos ou por qualquer meio de prova admitido em Direito.

O Brasil estava atrasado em modernização processual penal. A instituição da colaboração premiada, como bem salienta Ricardo de Freitas Mello, citando os juristas Luiz Flávio Gomes e Luiz Flávio Borges D’Urso, “os benefícios propostos pela delação premiada estão em perfeita consonância com o caráter despenalizador defendido pelo direito processual moderno de intervenção mínima, se aproximando inclusive de uma proposta mais ressocializadora, já que permite uma maior valorização do réu colaborador na história delituosa”.

Por fim, no atual sistema penal brasileiro a delação premiada assume papel fundamental: "estimular à verdade processual". Tudo na proteção da sociedade e em defesa do bem comum.

Fonte: JL
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
22/09/17, 15:49 | DECISÃO - Corrupção é crime contra a humanidade, diz juiz responsável pela Lava Jato no RJ
22/09/17, 15:18 | CRIME - Miss do PR é presa suspeita de participar de sequestro de empresário
22/09/17, 15:13 | FUTEBOL - Alex Sandro é convocado para substituir Marcelo na seleção brasileira
22/09/17, 15:04 | LAVA JATO - Juiz bloqueia R$ 224 milhões de Sérgio Cabral, Adriana e outros nove
22/09/17, 14:53 | PERSONA NON GRATA - Deputados de SC revogam honraria concedida a Geddel
22/09/17, 14:13 | MISTÉRIO - Ex-médico condenado por matar e esquartejar paciente é encontrado morto em casa
22/09/17, 14:00 | CRISE - Lula: estou preocupado com defesa de intervenção militar por general
22/09/17, 13:40 | SUCESSÃO - Rede já fala em trocar Marina por Joaquim Barbosa para disputar Planalto em 2018
22/09/17, 13:12 | REVEILLON - Globo inicia produção de especial de fim de ano de Roberto Carlos
22/09/17, 13:08 | GUERRA - Ministro da Defesa autoriza cerco do Exército à Rocinha, no Rio
22/09/17, 13:05 | ESPORTE - Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo concorrem a melhor do mundo
22/09/17, 13:00 | POLÊMICA - Mendes ironiza Estado laico: 'Espírito Santo seria espírito de porco'
22/09/17, 12:50 | GREVE - Sob ameaça de rebelião, forças de segurança voltam a ocupar Casa de Custódia para garantir visitas
22/09/17, 12:45 | VIOLÊNCIA - Menino de 4 anos agredido a pauladas na cabeça morre em hospital de Teresina
21/09/17, 21:22 | REIVINDICAÇÃO - Governador do Piauí descarta aumento para agentes penitenciários
21/09/17, 21:18 | VIOLÊNCIA - Homem que agrediu menino com golpes é preso em Teresina
21/09/17, 21:14 | EVENTO - Criança Feliz deve levar mais de 60 mil ao Parque da Cidadania
21/09/17, 20:57 | ECONOMIA - Brasil cria 35,5 mil vagas de trabalho formal em agosto, diz governo
21/09/17, 20:54 | CORRUPÇÃO - Câmara dos Deputados recebe denúncia contra MIchel Temer
21/09/17, 20:48 | MUNDO - México: 250 mortes e menina soterrada vira símbolo de resistência
21/09/17, 20:39 | CORRUPÇÃO - Cármen Lúcia envia denúncia sobre Temer à Câmara dos Deputados
21/09/17, 15:55 | INVESTIGAÇÃO - Michel Temer recebeu propina por hidrelétrica em Rondônia, diz Funaro
21/09/17, 15:50 | PROPINA - PF identifica compra de Porsche a Eduardo Cunha pelo dono da Gol
21/09/17, 15:10 | OPINIÃO PÚBLICA - DataPoder360: Aprovação de Temer é zero na faixa de jovens até 24 anos
21/09/17, 14:43 | DISCURSO - Nos Estados Unidos, Temer omite problemas e 'vende' otimismo
21/09/17, 14:37 | ESPORTE - COI apresenta medalhas dos Jogos de Inverno de 2018
21/09/17, 14:32 | PREVISÃO - Astrônomo anuncia o fim da terra neste sábado após impacto com planeta
21/09/17, 13:24 | POLÍTICA - Maia faz novas críticas ao governo em jantar com Renan e adversários de Temer
21/09/17, 13:17 | ASSEMBLEIA GERAL - Na ONU, discurso de Temer foi considerado mentiroso e farsante
21/09/17, 13:12 | INICIATIVA POPULAR - PLEBISCITO: Congresso não votará reforma política que atenda aos anseios populares
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site