CBN - A rádio que toca notícia

ECONOMIA

Sonegação não aparece em delação premiada, mas retira R$ 500 bi públicos

Empresário que sonega é visto como vítima do Estado

16/07/17, 15:20

Q

uais são os fatores que separam mocinhos e vilões? Temos acompanhado uma narrativa nada tediosa sobre os “bandidos” nacionais, o agente público e o político corruptos, culpados por um rombo nos cofres públicos que pode chegar a R$ 85 bilhões.

Mas vivemos um outro lado da história, ultimamente esquecido: o da sonegação de impostos, que impede R$ 500 bilhões de chegarem às finanças nacionais. Longe dos holofotes das delações premiadas, essa face da corrupção nos faz confundir mocinhos e bandidos. O sonegador passa por empresário, gerador de empregos e produtor da riqueza, que sonega para sobreviver aos abusos do poder público. Disso resulta uma espécie de redenção à figura, cuja projeção social está muito mais próxima à de uma vítima do Estado do que à de um fora da lei.

Da relação quase siamesa entre corrupção e sonegação, brota uma diferença sutil: enquanto a corrupção consiste no desvio de parte da receita pública, a sonegação é um desvio ainda mais grave, na medida em que o dinheiro sequer chega aos cofres públicos. Aqui me refiro à sonegação dos impostos indiretos embutidos no preço dos bens e serviços pagos pelo consumidor. No mais, esses d2 crimes sociais igualam-se, porque ambos sangram os cofres públicos e reduzem drasticamente a possibilidade de nos constituirmos como um país socialmente justo.

Se ao menos existe um caminho traçado para controlar os níveis de corrupção, a sua parente colateral segue desprezada na estratégia de ação estatal. Para resolver essa questão, destaco ao menos duas alternativas, entre muitas outras possíveis e necessárias:

1. A extinção da punibilidade ao sonegador mediante o pagamento do tributo sonegado (esse privilégio, contido na Lei Federal nº 9.430/1996, serve de estímulo à sonegação, na medida em que atribui como pena máxima o pagamento do tributo sonegado).

2. Aprovação da Proposta de Emenda Constitucional nº 186/2007, que prevê a edição da Lei Orgânica Nacional das Administrações Tributárias da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e as conferem autonomia administrativa, financeira e funcional.

As autoridades tributárias não atuam em nome de governos, mas da sociedade, e, por desenvolverem atividade medular entre o interesse público e o privado, carecem de prerrogativas que lhes assegurem proteção contra eventuais pressões e conveniências dos agentes políticos.

A mesma imparcialidade e autonomia que se requer de um promotor ou de um juiz no exercício de suas funções, exige-se de uma autoridade tributária, razão pela qual não se justificam as condições institucionais, funcionais e materiais diferentes entre essas carreiras.

Fonte: JL/PODER 360
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
20/04/18, 17:04 | SEM LICITAÇÃO - Sem licitação, a pintura de um retrato de Serra para parede custou R$ 85 mil
20/04/18, 16:59 | CORRUPÇÃO - Ex-ministro diz ter sofrido pressões de Aécio e Renan para alterar curso de investigações
20/04/18, 16:49 | PROPINA - Joesley liga Aécio a repasse de R$ 110 milhões
20/04/18, 15:53 | SAÚDE PÚBLICA - Número de casos de febre amarela cresce 57%; mortes aumentam 41%
20/04/18, 15:34 | POLÍTICA - Michel Temer e Rodrigo Maia colecionam insatisfações com cenário político
20/04/18, 15:21 | DISCURSO - Temer se compara a Tiradentes e diz que seu governo ainda será reconhecido
20/04/18, 14:26 | CRIME - MP-SP abre inquérito para investigar Alckmin por R$ 10 milhões na Lava Jato
20/04/18, 12:06 | POLÍTICA - Ex-tucano Álvaro Dias diz que aliança com PSDB está 'totalmente descartada'
20/04/18, 12:02 | POLÊMICA - Justiça mantém contribuição sindical extinta pela reforma trabalhista
20/04/18, 11:59 | CORRUPÇÃO & PROPINA - Suíça mantém R$ 2,8 bilhões da Operação Lava Jato bloqueados
20/04/18, 11:35 | CORRUPÇÃO - Fachin libera denúncia contra Geddel para análise da 2ª Turma do STF
20/04/18, 11:33 | PROPINA - Joesley diz que pagou mesada de R$ 50 mil para Aécio por dois anos
20/04/18, 10:36 | SOCIAL - Luzilândia recebe da Defesa Civil ajuda humanitária para desabrigados pelas chuvas e enchentes do Rio Parnaíba
19/04/18, 20:58 | ENCHENTES - Emergência do governo será para Batalha, Barras, Esperantina, José de Freitas, Lagoa Alegre, Cabeceiras, Campo Maior e Pimenteiras
19/04/18, 19:27 | JULGAMENTO - Marco Aurélio manda nova ação sobre 2ª instância para plenário do STF
19/04/18, 19:23 | PROPINA - Empresário diz à PF que coronel Lima arrecadava dinheiro para campanhas de Temer
19/04/18, 19:18 | PRISÃO - Supremo Tribunal concede prisão domiciliar a Paulo Maluf
19/04/18, 17:16 | CRIME - Torcedores do Corinthians são alvos de injúria racial na Argentina
19/04/18, 17:04 | CORRUPÇÃO - Gilmar Mendes prorroga investigações sobre Aécio no Mensalão
19/04/18, 16:51 | ELEIÇÕES 2018 - Joaquim Barbosa comemora pesquisa: ‘Para quem não dá entrevista, está muito bom’
19/04/18, 16:15 | ECONOMIA - Brasil precisa continuar reformas, diz chefe do FMI
19/04/18, 16:10 | ECONOMIA - Banco Central estuda criar sistema de pagamento instantâneo
19/04/18, 16:03 | TRANSPARÊNCIA - Brasil avança no controle contra lavagem de dinheiro, diz relatório
19/04/18, 14:12 | ARTIGO - Alienação Parental e a “Síndrome dos Órfãos de Pais Vivos”
19/04/18, 14:03 | ARTIGO - O feminismo e o assédio sexual
19/04/18, 13:57 | ARTIGO - Aposta na revolta
19/04/18, 13:21 | PUNIÇÃO - Lei Seca fica mais rígida a partir desta 5ª feira para punir infratores; saiba as mudanças
19/04/18, 13:09 | JUDICIÁRIO - CNJ amplia lista de informações que devem ser fornecidas por tribunais
19/04/18, 12:34 | POLÊMICA - Ao lado de Temer, comandante do Exército critica ‘banalização da corrupção’
19/04/18, 08:26 | LIBERTADORES - Apatia dentro e fora de campo: ''novo'' Flamengo é reprovado em 1º grande teste
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site