CBN - A rádio que toca notícia

ARTIGO

Rede Globo muda de lado e reedita no ‘Arquivo N’ o "Diretas, Já!"

Vamos aguardar, dia após dia, sempre o próximo Jornal Nacional; sempre o próximo Globo News; e sempre o próximo Fantástico

15/06/17, 14:49
por Miguel Dias Pinheiro, advogado
 
V
á entender a Rede Globo! De repente, o Jornal Nacional, a Globo News e os demais telejornais da emissora parece que romperam de vez com aqueles que bem pouco tempo atrás transformaram as manifestações de ruas no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Agora, a emissora parece ter tirado toda essa gente do céu e colocado no inferno. Tamanhas são as reportagens denunciando os malfeitos de Aécio Neves, Temer e Cia.

Nesta quinta-feira, Dia de Corpus Christi, a Globo News amanheceu reeditando o “Diretas, Já!” no Programa “Arquivo N”, naquela época sob o comando e a influência preponderante do saudoso político Ulysses Guimarães, o “Senhor Democracia”, o “Senhor Diretas, Já”, o “Senhor Constituição Cidadã”, o “Operário da Constituição”, o homem, o cidadão e o político que “teimou em sonhar pelo Brasil”.

Para o bom entendedor, a Globo passou um recado curto e direto à Nação: “Mudei de lado”; “Queremos nos reconciliar com nosso telespectador”. É aquela história: “se o arrependimento matasse, já teria morrido”.

Agora, entenda como a Globo se comportou no passado:

De acordo com os arquivos da emissora, em 2 de março de 1983, o então deputado federal Dante de Oliveira (PMDB-MT) apresentou ao Congresso Nacional proposta de emenda à Constituição prevendo o restabelecimento de eleições diretas para a Presidência da República em dezembro do ano seguinte. Em abril, o PMDB lançou oficialmente a campanha nacional de apoio à emenda, com o slogan que ganharia as ruas: "Diretas já".

A Rede Globo acompanhou toda a movimentação política em torno da tramitação da emenda Dante de Oliveira no Congresso. Ainda antes do lançamento da campanha, no dia 29 de março de 1983, o Jornal Nacional apresentou uma matéria, de dois minutos e 16 segundos, informando que a Executiva do PMDB se reuniria na semana seguinte para lançar o movimento.

Nos meses seguintes, a campanha começou a ganhar fôlego nas ruas. Em 27 de novembro de 1983, ocorreu a primeira manifestação pública expressiva a favor das Diretas. Foi uma festa-comício organizada no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pelos partidos de oposição. Como era um domingo, o Fantástico cobriu o evento. Em matéria de um minuto e 17 segundos, os telespectadores foram informados sobre o show de música e sobre discursos de representantes da igreja católica, das entidades estudantis e dos partidos políticos. O momento mais emocionante foi o anúncio da morte do senador Teotônio Vilela, um dos principais promotores da campanha pelo voto direto.

Naquele momento, a pressão dos militares sobre a Rede Globo atingiu o seu ápice. Chegou mesmo a adquirir a forma de intimidação pessoal. Antes de o Jornal Nacional ir ao ar, um helicóptero do Exército sobrevoava de maneira ameaçadora a sede da emissora, no Rio de Janeiro, postando-se na altura da janela da sala do então vice-presidente executivo, Roberto Irineu Marinho.

O Jornal Nacional cobria os preparativos para as manifestações nas cidades e, com entradas ao vivo em seu noticiário, dava as últimas informações sobre eventos das Diretas, Já!.

O último grande comício antes da votação da emenda Dante de Oliveira se realizou no dia 16 de abril, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. Reuniu quase um milhão e meio de pessoas. Grande parte da edição do Jornal Nacional daquele dia foi dedicada à cobertura do evento. Lia-se na chamada da Globo: “Festa em São Paulo”.

O dia anterior ao da votação da emenda Dante de Oliveira foi muito tenso em Brasília. Houve manifestações em favor das Diretas na Esplanada dos Ministérios, e o general Newton Cruz pôs as tropas do Exército nas ruas para reprimi-las. Apesar de estar impedida de transmitir ao vivo, a Globo conseguiu burlar a proibição. E transmitiu!

No dia 25, antes da votação da emenda Dante de Oliveira ser iniciada, o Jornal Nacional foi ao ar e exibiu imagens sobre o clima no Congresso. O apresentador Cid Moreira informou que a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, Abert, havia divulgado uma nota de protesto contra a censura de noticiário jornalístico vindo de Brasília.

Hoje, como que num “passe de mágica”, a Globo de repente passou a “um bombardeio generalizado de todo o sistema político. Durante mais de dois anos, desde o início da ofensiva golpista, sua lógica era seletiva e focada: criminalizar e interditar o PT, o governo Dilma e o ex-presidente Lula (...) As gravações do proprietário da JBS com Temer, associadas ao flagrante contra Aécio Neves, levaram o grupo empresarial à conclusão de que sua estratégia fracassara: os partidos e políticos tradicionais da direita não servem mais de anteparo contra o PT e a esquerda (...) Se formos firmes, audaciosos e generosos, tempos melhores virão” (Breno Altman).

Então, digo eu, vamos aguardar, dia após dia, sempre o próximo Jornal Nacional; sempre o próximo Globo News; e sempre o próximo Fantástico... Porque o novo comportamento da maior e principal emissora do país chama a atenção de todos quando abre caminho para uma escalada popular, com a revelação, o assomar de uma quase unanimidade nacional: Eleições Diretas.

Fonte: JL
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
24/06/18, 13:33 | CRIME - PF deve concluir inquérito que investiga Temer no início de julho
24/06/18, 13:28 | TECNOLOGIA - Uso de mídias sociais, internet e smartphone aumenta no mundo, diz pesquisa
24/06/18, 13:15 | SEGURANÇA - 6.368 pessoas morreram nas cadeias do país de 2014 a 2017
24/06/18, 12:49 | SEGURANÇA - Presos fazem buraco em parede de cela e fogem da delegacia de Barras-PI
24/06/18, 12:42 | POLÊMICA - Uruguai legalizou maconha e elevou penas para tráfico de outras drogas
24/06/18, 12:34 | ACOLHIMENTO - Refugiados e estrangeiros elogiam receptividade dos brasileiros
24/06/18, 12:27 | COPA DO MUNDO - Panamá é goleado pela Inglaterra, mas festeja primeiro gol em Copas
23/06/18, 18:26 | ENTREV ISTA - Ministro do STF diz que prisão de Lula “viola a Constituição”
23/06/18, 17:46 | POLÍTICA - Desaprovação a Bolsonaro sobe a 64%, diz pesquisa
23/06/18, 17:04 | ESPORTE - Kroos marca nos acréscimos contra a Suécia e mantém a Alemanha viva na Copa
23/06/18, 16:55 | IGREJA - Vaticano condena sacerdote acusado de pedofilia a cinco anos de prisão
23/06/18, 16:50 | DADOS - Seis em cada 10 jovens pensam em deixar o país para morar no exterior
23/06/18, 16:46 | COPA - Lesão tira Douglas Costa do jogo do Brasil contra a Sérvia
23/06/18, 16:43 | COPA DO MUNDO - Bélgica goleia Tunísia por 5 a 2 em Moscou
23/06/18, 16:40 | COPA DO MUNDO - México vence a Coreia por 2 a 1 e chega a seis pontos no Grupo F
23/06/18, 08:38 | INFRAESTRUTURA - Brasil precisa investir R$ 345,8 bi para universalizar saneamento até 2033
23/06/18, 08:35 | POLÊMICA - Fazenda Nacional questiona juiz Sérgio Moro por decisão
23/06/18, 08:12 | COPA - Torcedores do Brasil e da Argentina se envolvem em pancadaria
23/06/18, 07:53 | SAÚDE PÚBLICA - SUS incorpora novos tratamentos para doenças raras
23/06/18, 07:50 | CRIME - ONU Mulheres condena assédio promovido por brasileiros na Rússia
23/06/18, 07:47 | INTERNACIONAL - PF prende brasileiro foragido em estádio de São Petersburgo na Rússia
22/06/18, 22:24 | COPA DO MUNDO - Quatro seleções já estão classificadas para a próxima fase
22/06/18, 22:11 | ELEITOR - Datafolha mostra Lula como preferido para tirar Brasil da crise
22/06/18, 22:09 | LEI - Código de Defesa do Usuário do Serviço Público entra em vigor
22/06/18, 21:35 | DIREITOS HUMANOS - Manifestantes fazem passeata no Rio pela legalização do aborto
22/06/18, 21:29 | ESPORTE - Nono dia da Copa teve vitórias do Brasil, Nigéria e Suíça
22/06/18, 21:01 | COPA DO MUNDO - Neymar reage a críticas e desabafa nas mídias sociais
22/06/18, 00:04 | INVESTIGAÇÃO - Cármen Lúcia aquiva investigação sobre menções a ministros do STF na delação da JBS
21/06/18, 23:58 | PARLAMENTO - Deputados tentam mas não conseguem barrar CPI das delações
21/06/18, 23:52 | INVESTIGAÇÃO - Barroso inclui delação de Funaro em inquérito contra Temer
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site