CBN - A rádio que toca notícia

DENÚNCIAS

Crise política: revelações sobre Temer racham base do governo

Saiba como se posicionou cada partido, após revelações sobre Michel Temer

19/05/17, 10:20
 
A
delação premiada dos donos da JBS causou grandes impactos na política brasileira. O STF (Supremo Tribunal Federal) autorizou a abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer (PMDB) e a base do governo federal sofreu duas baixas. Os partidos PPS e Podemos (ex-PTN) anunciaram o rompimento com o Planalto. Um ministro, do PPS, se demitiu por conta da repercussão das revelações.

Como destaca o UOL, foram protocolados oito pedidos de impeachment desde a noite desta quarta (17). Parlamentares do PSDB assinaram um dos pedidos e o partido anunciou a permanência no governo até segunda ordem, depois de reuniões de avaliação de cenário.

O senador Aécio Neves (MG) foi afastado do cargo pelo STF e pediu licença da presidência do PSDB "para provar sua inocência".

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, pediu, em nota, que Fernando Coelho Filho, entregue o Ministério de Minas e Energia e volte a exercer o mandato de deputado federal pelo partido, o que não ocorreu até o fim de quinta-feira (18).

A reportagem do UOL listou a posição adotada pelos partidos que compõem o Congresso:

Podemos (ex-PTN) 

O ex-PTN tem uma bancada de 13 deputados e anunciou oficialmente o rompimento com o governo Temer. O partido prometeu assumir posição de "independência" a partir de agora. A deputada federal Renata Abreu (SP), presidente da sigla, afirmou que o partido deverá entregar todos os cargos que possui atualmente no governo federal, entre eles o da presidência da Funasa (Fundação Nacional de Saúde).

PPS 

O PPS anunciou a decisão de deixar o governo federal, "tendo em vista a divulgação do conteúdo da delação premiada de sócios da JBS envolvendo o presidente Michel Temer e a gravidade da denúncia" e defende a renúncia de Temer. A sigla comandava dois ministérios, tem nove deputados federais e um senador, Cristovam Buarque (DF). Roberto Freire, agora ex-ministro da Cultura, entregou o cargo na tarde de quinta. Já o ministro da Defesa, Raul Jungmann, "irá permanecer na função pela relevância de sua área de atuação de segurança do Estado brasileiro neste momento de crise e indefinições", segundo nota assinada pelo presidente da legenda, Davi Zaia.

PSB 

O PSB, que conta com 35 deputados e sete senadores, divulgou uma nota na qual pede a saída do ministro Fernando Bezerra Coelho Filho. O presidente do partido disse que a sigla não pode "admitir" que um de seus membros faça parte de um governo "antipopular que perdeu, por inteiro, sua legitimidade para governar o Brasil".

PSDB 

É o segundo partido com maior número de ministros no governo Temer, são quatro. O PSDB até ameaçou desembarcar do Planalto, mas decidiu permanecer na base por conta de "sua responsabilidade com o país, que enfrenta uma crise econômica sem precedentes".

DEM 

O partido no Senado, Ronaldo Caiado (GO), disse que o presidente fez a pior das opções para ele e para o país "ao insistir em permanecer no cargo mesmo admitindo o quadro já instalado de ingovernabilidade". O senador pediu a renúncia de Temer, admitiu apoiar um processo de impeachment caso ele não renuncie e disse que o peemedebista "desafiou a crise". Já o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) deve rejeitar todos os pedidos de abertura de processo de impeachment contra o presidente.

PP 

O partido tem dois ministérios. O senador Ciro Nogueira (PI) defendeu "um rápido esclarecimento dos fatos por parte da Justiça, para que o país volte o mais breve possível à normalidade e recupere sua estabilidade política e econômica". "O PP reafirma o seu compromisso com o Brasil e acredita que as políticas adotadas pelo atual governo do presidente Michel Temer são necessárias para a retomada e consolidação do crescimento do nosso país", diz o comunicado.

PR 

O PR conta com um ministr no governo e divulgou uma nota assinada pela direção nacional da sigla. "Reiteramos a condição de partido da base governista no Congresso Nacional, na oportunidade em que renovamos a confiança no trabalho do presidente Michel Temer".

PTB

Com um representante na Esplanada dos Ministérios, o PTB se posicionou por meio de comunicado do líder do partido na Câmara, Jovair Arantes (GO): "em nome da bancada do PTB na Câmara dos Deputados, reiteramos o apoio dos parlamentares do Partido Trabalhista Brasileiro ao governo do presidente Michel Temer".

PMDB 

A bancada do PMDB da Câmara declarou confiar na palavra de Temer. "No seu pronunciamento, o presidente defendeu a celeridade das investigações comandadas pelo Supremo Tribunal Federal e deixou claro que irá responder a todos os questionamentos. Neste momento, a Constituição Federal tem de ser nosso guia, a fim de garantir o funcionamento das instituições democráticas em favor do povo", diz a nota assinada pelo líder, o deputado Baleia Rossi (SP). O partido tem oito ministérios.

A reportagem não conseguiu contato com o PRB, PV e PSD.

Fonte: JL/Notícias ao Minuto
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
14/12/17, 21:19 | FESTIVIDADES - Luzilândia promove festividades de fim de ano com o 'Natal Luz: Um céu de Luz e Paz'
14/12/17, 18:43 | CRIME - Pai é condenado a 13 anos de prisão por estuprar a filha de três anos em Teresina
14/12/17, 18:36 | CRIME - Gari atingido com cinco tiros durante o trabalho em Teresina retoma movimentos
14/12/17, 18:22 | ONG OXFAM - Políticas de Temer atrasam o país e ampliam desigualdades, diz estudo
14/12/17, 16:21 | DESCASO - UPA usa carro de passeio para transferir idoso com perna fraturada em Teresina
14/12/17, 15:33 | POLÊMICA - Rodrigo Maia anuncia votação da reforma da Previdência em fevereiro na Câmara
14/12/17, 14:47 | QUALIFICA TUR - Teresina certifica turmas de quatro cursos de qualificação em turismo
14/12/17, 14:44 | CAMPANHA - Ponte Estaiada de Teresina recebe iluminação vermelha na luta contra Aids
14/12/17, 14:38 | ENSINO - Alunos de 13 escolas de Teresina participam de Torneio de Xadrez
14/12/17, 13:23 | VIOLÊNCIA - Passageiros sofrem fraturas ao tentar fugir de assalto em ônibus em Teresina
14/12/17, 13:01 | LUTO - Primeira mulher a ingressar no Ministério Público morre aos 105 anos
14/12/17, 12:54 | SHOW - Chico diz que saída de Temer 'é pouco' em estreia de 'Caravanas'
14/12/17, 11:37 | POLÍTICA - Povo reconhece o preparo de Jaqkeline Aguiar para governar Luzilândia
13/12/17, 21:28 | DECISÃO - Reforma Trabalhista de Temer faz sua primeira vítima: ex-funcionária é condenada a pagar R$ 67 mil
13/12/17, 18:53 | INCONSTITUCIONALIDADE - Auditores entram com representação contra Temer no STF
13/12/17, 18:30 | ARTIGO - A equidade nos julgamentos justos
13/12/17, 17:25 | FIM DE ANO - Papai Noel é alvo de pedradas de crianças ao ficar sem balas em SP
13/12/17, 17:08 | CELEBRIDADE - Jaque Khury posta foto de biquíni e desabafa: "Peso não é referência"
13/12/17, 17:02 | POLÊMICA - Congresso derruba veto de Temer a limite de autofinanciamento e barra campanha milionária
13/12/17, 16:50 | TRANSPARÊNCIA - Tribunais ignoram determinação do CNJ e não divulgam salários de magistrados
13/12/17, 16:45 | HISTÓRIA - Há 49 anos, ditadura decretava o AI-5 inaugurando o terror como política
13/12/17, 16:31 | ENSINO - Professora faz campanha em Teresina e garante formatura para mais de 50 alunos
13/12/17, 16:28 | PROTESTO - Casal faz greve de fome há 21 horas em Teresina contra reforma da previdência
13/12/17, 16:22 | ENTREVISTA - Globo e a corrupção no futebol: 'Vai ser muito difícil jogar para debaixo do tapete'
13/12/17, 16:12 | CONFUSÃO - Flamenguistas são presos após confronto com torcedores do Independiente
12/12/17, 21:47 | MEA CULPA - “As redes sociais estão dilacerando a sociedade”, diz um ex-executivo do Facebook
12/12/17, 21:44 | APOIO - Temer pede ajuda de empresários para angariar votos a favor da reforma
12/12/17, 18:47 | JUDICIÁRIO - Tribunal marca julgamento de Lula no caso tríplex para 24 de janeiro
12/12/17, 18:42 | CORRUPÇÃO - STF torna senador Agripino Maia réu por desvios em arena da Copa em Natal
12/12/17, 18:22 | PROPINA - Aécio Neves pede mais prazo para apresentar defesa ao STF
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site