CBN - A rádio que toca notícia

MUNDO

Após acordo com Justiça dos EUA, Odebrecht pagará multa de US$ 2,6 bilhões em caso de corrupção

Construtora declarou-se culpada de acusações de suborno no país em dezembro. Dinheiro será dividido entre EUA, Brasil e Suíça. Advogado da empresa não comentou

17/04/17, 17:24

A

Justiça dos Estados Unidos e a Odebrecht fecharam um acordo para que a empresa pague US$ 2,6 bilhões em multas para autoridades brasileiras, norte-americanas e suíças.

Em audiência na corte federal do Brooklyn, em Nova York, o juiz distrital Raymond Dearie determinou que cerca de US$ 93 milhões (R$ 288,7 milhões) serão destinados aos EUA, US$ 2,39 bilhões (R$ 7,42 bilhões) ao Brasil e US$ 116 milhões (R$ 360,1 milhões) à Suíça.

O jornal espanhol “El País” afirma que essa é a multa mais alta da história dos Estados Unidos para um caso estrangeiro de suborno.

A Odebrecht, juntamente com a petroquímica afiliada Braskem SA, declarou-se culpada de acusações de suborno nos Estados Unidos em dezembro. As autoridades americanas acusaram a Odebrecht de pagar cerca de US$ 788 milhões em subornos para obter contratos lucrativos a funcionários de 12 países, principalmente na América Latina.

A determinação judicial acontece no momento em que a Odebrecht tenta negociar acordos com outros países, como Argentina, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru, República Dominicana, Venezuela, Panamá e Portugal.

Pela regra da leniência, que é a negociação que beneficia a pessoa jurídica, o acordo com cada país deve ser assinado separadamente para que tenha efeito jurídico.

Os acordos com os Estados Unidos foram assinados porque parte do dinheiro da propina paga pela Odebrecht foi destinada a bancos norte-americanos e a projetos da empreiteira no país. Há, ainda, a suspeita do governo americano de que cidadãos ou empresas daquele país tenham cometido crimes em acordos com a Odebrecht.

No caso da Suíça, grande parte das propinas pagas no esquema de corrupção foram transferidas e movimentadas em bancos no país europeu.

William Burck, advogado da Odebrecht nos Estados Unidos, não comentou a decisão logo após aaudiência. Procurado pelo G1, a empresa ainda não se pronunciou.

As acusações contra a Odebrecht são resultados de uma investigação de quase três anos no Brasil sobre corrupção na estatal Petrobras, que levou a dúzias de detenções e agitação política brasileira.

Acordos de leniência

Em dezembro, o Ministério Público brasileiro informou que as empresas brasileiras Odebrecht e Braskem assinaram acordos de leniência com a Suíça e com os Estados Unidos para suspender ações judiciais contra as duas empresas nos dois países.

Esses acordos, ainda segundo o MP, permitem a preservação das empresas e a continuidade de suas atividades, inclusive para gerar valores necessários à reparação dos ilícitos.

Fonte: JL/Globo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
18/10/17, 20:10 | POLÊMICA - Maia: Planalto disseminou ‘falsa versão’ de encontro com Temer
18/10/17, 20:06 | CORRUPÇÃO - Por 39 votos a 26, CCJ recomenda que Câmara 'enterre' denúncia contra Temer
18/10/17, 19:20 | TRÁFEGO - Multas de trânsito poderão ser pagas em parcelas e com cartão de crédito
18/10/17, 19:05 | ARTIGO - Esse Congresso não caiu do céu
18/10/17, 18:56 | ARTIGO - A direita não se endireita
18/10/17, 18:47 | ESPORTE - Rodada da Champions tem vitória do PSG com golaço de Neymar; resultados
18/10/17, 18:42 | REPERCUSSÃO - PSDB nega acordo com Michel Temer para salvar Aécio Neves
18/10/17, 18:38 | PROPINA - Aécio retorna ao Senado e se diz vítima de 'ardilosa armação'
18/10/17, 18:05 | ARTIGO - Eleitoral - Improbidade Administrativa e Inelegibilidade
18/10/17, 13:17 | ECONOMIA - IBGE: número de trabalhadores em empresas de grande porte cai 29% em 1 ano
18/10/17, 13:13 | MANDATO - De volta ao Senado, Aécio ainda enfrentará desgaste político e jurídico
18/10/17, 12:54 | DENÚNCIA - Ainda na ressaca para manter Aécio, Congresso parte para salvar Temer
18/10/17, 12:49 | ANÁLISE - Retrocesso no combate ao trabalho escravo é parte de 'conspiração' para salvar Temer
18/10/17, 12:36 | POLÍTICA - Aécio precisa renunciar definitivamente à Presidência do PSDB, diz Tasso
18/10/17, 11:25 | TRAGÉDIAS - Portugal: mais de 100 mortos em menos de 4 meses em incêndios
18/10/17, 11:17 | CRIME - Agredida, mulher mata marido e manda chamar a polícia
18/10/17, 10:49 | MUNDO - Somália: após ataque, 70 seguem desaparecidos; mortos somam 302
18/10/17, 07:24 | ENTREVISTA - Juiz Sergio Moro pede mais rigor em acordos da Lava Jato
18/10/17, 07:20 | CORRUPÇÃO - Dos 44 votos a favor de Aécio, 19 são alvo da Operação Lava Jato
18/10/17, 07:14 | POLÊMICA - Lula pode concorrer em 2018 mesmo se condenado, diz parecer
17/10/17, 20:38 | DENÚNCIA - Clima na CCJ aponta para Temer mais frágil e Maia mais forte
17/10/17, 20:34 | CORRUPÇÃO - Maia vê risco de plenário da Câmara aceitar denúncia contra Temer
17/10/17, 20:25 | SENADO - Senadores decidem devolver mandato ao senador Aécio Neves por 44 a 26 votos
17/10/17, 19:34 | DECISÃO - Justiça condena filho do governador do PI a ressarcir cofres públicos por locação de avião
17/10/17, 19:05 | ACIDENTE - Avião do Greenpeace cai no Amazonas e mata uma pessoa
17/10/17, 19:02 | FISCALIZAÇÃO - MPF e MPT recomendam governo a revogar portaria do trabalho escravo
17/10/17, 18:58 | DEBOCHE - Michel Temer faz piada com vazamento de celular
17/10/17, 18:08 | DECISÃO - Aécio escreve carta a senadores pedindo apoio para voltar ao mandato
17/10/17, 18:04 | MUNDO - Polícia francesa prende 10 suspeitos de planejar 'matar políticos'
17/10/17, 17:50 | CONFUSÃO - Membros da CPI da JBS se acusam de 'vira-lata' e 'lambe botas de Temer'
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site