CBN - A rádio que toca notícia

LAVA JATO

1/3 dos 108 políticos tiveram o patrimônio dobrado com propina

Em 15 anos, um terço dos 108 citados aumentou riqueza com compra de imóveis e carros

17/04/17, 10:28

U

m terço dos 108 citados na lista do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin pelo menos dobrou o patrimônio declarado oficialmente nos últimos 15 anos. Acusados de receber propina ou dinheiro via caixa 2 da Odebrecht, 36 políticos adicionaram a seus bens apartamentos, carros, empresas e fazendas.

Em alguns casos, o enriquecimento entre as eleições passou de 1.000%. Aparecem na lista de quem mais ganhou dinheiro três ministros do presidente Michel Temer, oito senadores e 18 deputados, incluindo os presidentes das duas Casas legislativas.

O jornal “O Globo”, que fez o levantamento, avaliou as declarações de bens de 91 dos 108 alvos de pedido de abertura de inquérito no STF que disputaram mais de uma eleição a partir de 2002 e apresentaram para a Justiça Eleitoral estimativa de patrimônio. Dentro desse período, foram comparadas as declarações feitas na primeira e na última campanha de cada um deles. Os outros 17 citados não concorreram a nenhum cargo nesse período ou participaram de só um pleito.

Para justificar a evolução patrimonial acima de 100%, os políticos argumentam que receberam heranças, doações de familiares e tiveram sucesso em suas atividades profissionais ou na comercialização de imóveis.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), teve um aumento de 329,9% de seus bens entre os anos de 2006 e 2014, já descontada a inflação. O patrimônio dele era de R$ 873,8 mil em 2006, na sua primeira eleição para deputado federal. Passou para R$ 1 milhão quatro anos depois ao disputar a reeleição.

Mas a grande explosão aconteceu na eleição seguinte, em 2014, quando Araújo declarou ter bens que, em valores atualizados, somam R$ 3,8 milhões. Em quatro anos (de 2010 a 2014), ele conseguiu fazer seu patrimônio crescer 256% em valores reais. Nesse período, adquiriu um apartamento de frente para o mar em Recife, por R$ 1,5 milhão. Declarou também que fez benfeitorias de R$ 304 mil no imóvel, além de ter R$ 900 mil no banco e R$ 80 mil em espécie.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB-RS), teve um aumento de 150% em seu patrimônio entre 2006 e 2010, anos em que disputou eleição para deputado. A soma dos bens do titular da Casa Civil passou de R$ 1,6 milhão para R$ 4 milhões em quatro anos.

Mais rico entre todos os políticos citados na lista de Fachin, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP-MT), também aumentou seu patrimônio no período. Entre 2002, quando foi eleito governador do Mato Grosso pela primeira vez, e 2010, quando se elegeu senador, Blairo viu os seus bens crescerem 355%.

Sua principal propriedade na última eleição que disputou eram cotas em uma empresa de participação e administração, avaliadas em R$ 109 milhões. O ministro disse que a evolução patrimonial “é facilmente comprovada pelo recebimento dos dividendos da empresa Amaggi, a 39ª maior do país, e pelo recebimento de uma herança.

Eunício. O presidente do Senado, Eunício de Oliveira, também teve um grande crescimento patrimonial. Seus bens passaram de R$ 49,2 milhões para R$ 117,8 milhões. Em 2014, ele declarou ser dono de fazendas, apartamentos e uma casa avaliada em R$ 6 milhões em Brasília.

Collor. O senador Fernando Collor aumentou seu patrimônio ao adquirir carros de luxo. Tinha quatro em 2006 e declarou à Justiça ter 14 em 2014, entre eles uma Ferrari preta avaliada em R$ 556 mil. O patrimônio do ex-presidente em 2014 era de R$ 24,2 milhões.

Rodrigo Maia. Quando concorreu à Câmara em 2002, o hoje presidente da Casa, Rodrigo Maia, declarou apenas um bem: um VW Golf. Já em 2014, afirmou possuir um Toyota Corolla 2010 e três imóveis. Seus bens cresceram 873% (de R$ 90 mil para R$ 876 mil).

Daniel Vilela. Outro caso que chama a atenção é o do filho do ex-governador de Goiás Maguito Vilela, Daniel Vilela. Ele viu seus bens aumentarem 862% de 2010 a 2014. Passou a ter uma casa em um condomínio fechado e dois terrenos, em vez de só um apartamento.

Fonte: JL/OTempo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
23/08/17, 19:42 | VIOLÊNCIA - Pesquisa mostra que um ônibus é assaltado a cada três dias em Teresina
23/08/17, 19:38 | MISTÉRIO - Comerciante é encontrado enforcado em cajueiro de cemitério em Parnaíba
23/08/17, 19:10 | ACIDENTE - Sobrevivente de naufrágio relata 'momentos terríveis'
23/08/17, 19:06 | ACIDENTE - Barco que naufragou no PA fazia transporte clandestino
23/08/17, 18:33 | DESMONTE DO ESTADO - Anunciado pacotão de privatizações
23/08/17, 14:24 | CRIME - Presos suspeitos de matar travesti no PI com motivação homofóbica
23/08/17, 14:15 | VIOLÊNCIA - Brasil registra oito casos de feminicídio por dia, diz Ministério Público
23/08/17, 14:11 | CRIMINALIDADE - Suspeito de assaltar taxista sofre tentativa de linchamento em Teresina
23/08/17, 13:41 | HOMENAGEM - Morto em 2014, Suassuna terá livro lançado em outubro
23/08/17, 13:36 | SUPREMO - Maria do Rosário depõe contra Bolsonaro e o chama de 'líder do ódio'
23/08/17, 13:32 | MOVIMENTO - Grupo de artistas organiza ato de protesto contra Gilmar Mendes
23/08/17, 12:46 | POLÊMICA - Barroso critica Temer e diz que Lava Jato é 'vítima de operação abafa'
23/08/17, 12:42 | CORRUPÇÃO - Geddel Lima se recusa a desbloquear celular apreendido pela PF
23/08/17, 12:34 | INCIDENTE - Ministro de Temer é impedido de embarcar para os Estados Unidos
23/08/17, 10:34 | ACIDENTE - Embarcação com 70 pessoas afunda no Pará; sete corpos são resgatados
23/08/17, 10:29 | CORRUPÇÃO - Eduardo Cunha pede imunidade a parentes para aceitar delação
23/08/17, 10:07 | POLÍTICA - Distritão causaria mais mudanças nos estados que na Federação
23/08/17, 10:00 | SUCESSÃO - FHC aposta em Alckmin para disputa presidencial pelo PSDB em 2018
23/08/17, 08:58 | CORRUPÇÃO - Filho de ministro do TCU é intimado na 45ª fase da Lava Jato
22/08/17, 18:38 | POLÍTICA - Base aliada rejeita proposta de semipresidencialismo e alerta Temer
22/08/17, 17:46 | POLÍTICA - Distritão alteraria menos de 10% dos eleitos em 2014
22/08/17, 17:33 | ECONOMIA - Pelo terceiro ano seguido, desemprego é a principal causa da inadimplência
22/08/17, 17:28 | TERROR - Barcelona: 2 terroristas têm prisão preventiva; 1 fica em liberdade
22/08/17, 17:25 | CORRUPÇÃO - Collor vira réu em processo da Lava Jato no Supremo Tribunal
22/08/17, 16:55 | POLÊMICA - Mãe de Miss Brasil diz que comentários racistas não vão calar a filha
22/08/17, 11:29 | SISTEMA - Na mira de Temer, projetos sobre semipresidencialismo tramitam no Congresso
22/08/17, 11:25 | CORRUPÇÃO - Funaro fecha acordo de delação premiada com a Lava Jato
22/08/17, 11:15 | FUTEBOL - Fox Sports fecha acordo para transmitir Copa do Mundo da Rússia
22/08/17, 11:10 | VIOLÊNCIA ESCOLAR - Professora de SC é agredida por aluno após expulsá-lo de sala: ‘Dilacerada’
22/08/17, 11:05 | POLÊMICA - Janot vê ‘múltiplas causas’ para a suspeição de Gilmar no caso do ‘rei do ônibus’
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site