CBN - A rádio que toca notícia

CORRUPÇÃO

Ser citado 'é desagradável para quem está na vida pública', diz Temer

O executivo da Odebrecht disse em depoimento ter tratado em uma reunião com o presidente em 2010 sobre uma doação de R$ 40 milhões para a campanha eleitoral do PMDB

16/04/17, 14:20

O

presidente Michel Temer disse nesse sábado (15) que “é constrangedor” ter sido citado no depoimento de Márcio Faria da Silva, ex-presidente da Odebrecht Industrial. O executivo, que assinou acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR) no âmbito da Operação Lava Jato, disse ter tratado em uma reunião com Temer em 2010 sobre uma doação de R$ 40 milhões para a campanha eleitoral do PMDB.

Por meio de nota e de um vídeo publicado na quinta-feira (13) nas redes sociais do governo, Temer disse que se reuniu com o executivo, mas negou ter tratado sobre valores com ele. "É uma coisa desagradável para quem está na vida pública há tanto tempo”, disse o presidente em entrevista à TV Band, exibida nesta noite.

“É muito desagradável ouvir aquele depoimento. É constrangedor", completou, na primeira entrevista após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, relator da Lava Jato, ter autorizado a abertura de inquéritos para investigar o suposto envolvimento de políticos no esquema de pagamento de propina apurado pela operação.

Temer confirmou também que o encontro, realizado em São Paulo, foi organizado pelo então deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está preso há seis meses em Curitiba em decorrência da Lava Jato.

O presidente disse, no entanto, que tinha uma “relação institucional, não uma relação pessoal” com Cunha. À época, Temer era presidente do PMDB, enquanto Cunha era líder do partido na Câmara.

Ministros

Questionado sobre a possibilidade de afastar algum dos oito ministros de seu governo que passaram a ser alvo de inquérito no STF, após terem sido citados por delatores da empreiteira Odebrecht como envolvidos em esquemas ilícitos, Temer respondeu que “pode acontecer que o próprio ministro se sinta desconfortável e queira sair”.

O presidente voltou a afirmar que somente afastará ministros por iniciativa própria se a PGR apresentar denúncia contra algum integrante de seu gabinete. “Temporariamente, se houver a denúncia. Definitivamente, se a denúncia for aceita. É uma linha de corte compatível com nosso sistema jurídico”, afirmou.

Ao ser perguntado por que seria tão difícil afastar ministros neste momento, Temer respondeu que o principal apoio a seu governo vem do Congresso Nacional. "Temos que compreender essa indignação [da população] e construir gestos e formas para superar essa indignação", disse.

Impeachment

A respeito do impeachment da então presidenta Dilma Rousseff, Temer disse que se o PT tivesse votado contra o processo de cassação do mandato de Cunha no Conselho de Ética da Câmara, “é muito provável que a presidente ficasse [no poder]”.

Reformas

Na entrevista, Temer reconheceu ter enviado um "projeto pesado" sobre a reforma da Previdência ao Congresso, mas acrescentou que a flexibilização de pontos do texto faz parte do processo democrático. O presidente afirmou que, após as reformas da Previdência e trabalhista, sua prioridade será a reforma política, que ele considera "inadiável".

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
28/04/17, 15:08 | GREVE - BRASIL PAROU PARA TEMER
28/04/17, 14:55 | MUNDO - Com Papa, al-Sisi pede estratégia global contra terrorismo
28/04/17, 14:50 | ECONOMIA - Número de desempregados já passa de 14 milhões no Brasil
28/04/17, 14:46 | REFORMAS - Temer não recua e chama manifestantes de 'privilegiados'
28/04/17, 13:53 | DECLARAÇÃO - Filha de Temer é a favor do aborto e da legalização das drogas
28/04/17, 13:13 | PARALISAÇÃO - Greve geral: atos em 26 estados; veja como foi a manhã no Brasil
27/04/17, 21:34 | PARALISAÇÃO - Greve esvazia Congresso e gera corrida de parlamentares ao aeroporto
27/04/17, 20:48 | AFOGAMENTO - Corpo de Bombeiros resgata corpo no Lagoas do Norte, em Teresina
27/04/17, 20:46 | INVESTIGAÇÃO - Ex-prefeito do PI é alvo em ação por fraude em licitações, diz Polícia
27/04/17, 20:41 | SUCESSÃO - Procurador diz que PEC que exclui promotores é inconstitucional
27/04/17, 16:21 | DECISÃO - STF decide que servidores públicos podem receber mais que o teto constitucional
27/04/17, 15:38 | PARALISAÇÃO - Justiça concede liminar contra as paralisações de metrô, trem e ônibus em SP
27/04/17, 15:24 | CRÍTICAS - Reforma trabalhista aprofunda desigualdade social, acusa Renan
27/04/17, 14:43 | DECISÃO - TCE-PI bloqueia contas de Luzilândia e mais 31 prefeituras por atraso nas prestações de contas de 2016
27/04/17, 14:23 | CONTAS PÚBLICAS - TCE-PI fará inspeção extraordinária em 48 municípios piauienses
27/04/17, 14:18 | PARALISAÇÃO - Trabalhadores dos Correios do Piauí aderem à greve
27/04/17, 14:11 | CRIMINALIDADE - Vândalos picham e quebram duas estações de passageiros em Teresina
27/04/17, 14:01 | SORTE - Prefeito de cidade de MT está entre os 20 ganhadores da Mega-Sena
27/04/17, 13:49 | REFORMA - Veja o que muda com a reforma trabalhista aprovada na Câmara
27/04/17, 13:47 | VATICANO - Papa diz que vai ao Egito como "peregrino da paz"
27/04/17, 13:43 | SAÚDE - Presidente do Senado é diagnosticado com encefalite viral e continua na UTI
27/04/17, 13:37 | POLÍTICA - TSE desaprova contas de 2011 e aplica sanção de R$ 10 milhões ao PSDB
27/04/17, 08:50 | CONFUSÃO - Palmeirenses falam em 'tocaia' e de agressão de jornalista com tripé
27/04/17, 08:43 | POLÍTICA - Lula diz ver espaço para falar com FHC, mas refuta diálogo com Temer
27/04/17, 08:16 | LEI TRABALHISTA - Após votação da reforma, governo convoca reunião com infiéis
26/04/17, 21:42 | LUTO - Morre aos 79 anos o jornalista, professor e advogado Carlos Chagas
26/04/17, 21:15 | FUTEBOL - Copa América no Brasil terá 16 seleções e pode ter convidados europeus
26/04/17, 21:06 | LAVA-JATO - STF deixou claro que Sergio Moro passou dos limites, afirma Gilmar Mendes
26/04/17, 21:03 | SUICÍDIO - Polícia Federal investigará envolvidos no jogo Baleia Azul
26/04/17, 20:57 | MOBILIZAÇÕES - Michel Temer decide cortar ponto de quem aderir à greve geral
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site