CBN - A rádio que toca notícia

ESCÂNDALO

Odebrecht relata R$ 50 milhões em propina para Aécio Neves

Ex-executivo da construtora revelou pagamentos em delação premiada; dinheiro seria para tucano defender interesses da empreiteira

16/04/17, 13:32

D

elatores da Odebrecht relataram à Procuradoria Geral da República (PGR) que o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, recebeu no exterior R$ 50 milhões pagos como propina para que ele defendesse os interesses da empreiteira nas usinas hidrelétricas do Rio Madeira, Jirau e Santo Antônio. O caso está sendo investigado em um dos cinco inquéritos contra o tucano, autorizados pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo” e chegaram a ser adiantadas pela revista “Veja” antes da divulgação da “lista de Fachin”.

Conforme publicou o jornal, o ex­executivo da empreiteira Henrique Valladares afirmou que o “cronograma de pagamento” feito a “Mineirinho”, codinome atribuído a Aécio, foi em parcelas que variavam de R$ 1 milhão a R$ 2 milhões. Ele disse que o roteiro para os repasses foi fornecido pelo ex­diretor de Furnas Dimas Toledo, aliado do tucano e chamado por ele de “operador do PSDB”.

A maioria dos depósitos teria sido feita em uma conta em Cingapura controlada por Alexandre Accioly, empresário amigo de Aécio, que é dono da rede de academias Bodytech. Valladares contou que as propina referentes às usinas, somaram R$ 120 milhões.

O empresário Marcelo Odebrecht relatou que o valor foi acertado com Aécio em uma reunião no Palácio das Mangabeiras, residência oficial do governador de Minas, em maio de 2008, quando o tucano ainda comandava o Estado. Pelo combinado, a Odebrecht teria que pagar R$ 30 milhões e a Andrade Gutierrez, R$ 20 milhões. O objetivo dos pagamentos seria conseguir apoio de Aécio no relacionamento com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), controlada pelo governo de Minas.

A estatal e a Odebrecht integraram o consórcio que venceu a licitação para as obras de Santo Antônio. Marcelo disse que os “vultosos repasses financeiros” foram feitos ao senador e seus aliados porque Aécio “sempre teve forte influência na área de energia”. A PGR, embora sustente haver indícios suficientes de que o tucano se envolveu em corrupção, fraude a licitações e desvio de recursos públicos, ainda não tem clareza sobre a cifra total que teria sido paga a ele e a aliados.

Conforme os delatores, os pagamentos supostamente solicitados por Aécio foram feitos também em espécie a intermediários. “A Odebrecht mantinha um histórico de relacionamento com o senador, pautado na oferta de valores em troca de benefícios ilícitos”, disse o procurador geral da República, Rodrigo Janot.

Defesa. Em nota, o PSDB sustentou que “são totalmente falsas as acusações feitas pelo delator”. “O senador Aécio Neves não recebeu recursos ilícitos e aguarda a identificação das supostas contas citadas para desmascarar mais essa mentira.” Na matéria, a reportagem não conseguiu contato com Accioly e Dimas Toledo.

Histórico. Aécio foi citado por ao menos cinco colaboradores da Odebrecht como o autor de pedidos de propina e caixa 2, entre 2008 e 2014. Somados, os valores mencionados chegam a R$ 89,5 mi.

Resposta 

Por meio de nota, o senador mineiro negou as acusações. 

"São totalmente falsas as acusações feitas pelo delator. O senador Aécio Neves não recebeu recursos ilícitos e aguarda a identificação das supostas contas citadas para desmascarar mais essa mentira.

Apesar de os dois delatores terem enfatizado que pretensas doações mencionadas ao senador não envolveram nenhum tipo de ato ilícito, contrapartidas, corrupção ou propina, o fato é que elas não existiram.

Marcelo Odebrecht não disse em seu depoimento que acertou qualquer valor com o senador Aécio Neves no Palácio das Mangabeiras.

Também não procede que tais valores estariam relacionados à Cemig. O delator Henrique Valadares foi claro ao afirmar o contrário:

“Não pense que é fácil lidar com CEMIG, não. É complicado. Mais fácil lidar com cliente privado duro do que com a CEMIG. CEMIG é muito difícil e competente! Então, não houve nenhuma conversa do governador Aécio em termos de facilitar nada qualquer coisa em termos de Cemig.”

Registramos que as obras das usinas hidrelétricas do Rio Madeira (usinas de Santo Antônio e Jirau) foram licitadas pelo governo federal, do PT, não havendo, portanto, nenhuma participação do governo de Minas. Em uma delas, em Jirau, a Cemig foi inclusive derrotada na licitação."

Fonte: JL/OTempo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
12/12/17, 11:53 | POLÍTICA - Temer negocia cargos de Geddel com o PR em troca de apoio pela Previdência
12/12/17, 11:49 | CRIME - Gari é atingido com cinco tiros por colega durante o trabalho em Teresina
12/12/17, 11:06 | ELEIÇÃO - Parecer de perito afirma não existir evidência de regularidade da urna 7 do Vasco
12/12/17, 10:16 | PREVIDÊNCIA - INSS: aposentados e pensionistas podem ter o menor reajuste no benefício desde 1995
12/12/17, 10:11 | POLÍTICA - Programas sociais de Lula são aclamados por onde a caravana passa
11/12/17, 22:54 | MOVIMENTO - Moradores fecham avenida e queimam pneus durante protesto em Teresina
11/12/17, 22:46 | FIM DE ANO - Menino carente ganha festa como presente de Natal em Teresina
11/12/17, 21:54 | POLÊMICA - Desembargador suspende liminar de juíza e Janainna realiza festa em Luzilândia
11/12/17, 18:54 | CORRUPÇÃO - Fachin mantém julgamento sobre ‘quadrilhão’ do PMDB para quarta
11/12/17, 18:41 | POLÊMICA - Maia: 'Não é fácil votar na próxima semana Reforma da Previdência'
11/12/17, 18:37 | CRIME - Rocha Loures vira réu por corrupção no 'caso da mala' de R$ 500 mil
11/12/17, 16:47 | ECONOMIA - Quase 60 milhões de brasileiros estão com nome negativado, diz pesquisa
11/12/17, 16:41 | ESPORTE - Oitavas da Champions estão definidas: Real Madrid enfrenta o PSG
11/12/17, 16:35 | MUNDO - Prefeito confirma atentado terrorista em Nova York; suspeito é preso
11/12/17, 16:07 | PROTESTO - Greve de fome de trabalhadores contra Reforma da Previdência completa sete dias
11/12/17, 16:04 | MOBILIZAÇÃO - Movimentos programam reuniões para discutir problemas do país com a população
11/12/17, 16:00 | PREVIDÊNCIA - Militares e altos salários no Legislativo e Judiciário serão 'poupados' da reforma
11/12/17, 12:25 | POLÊMICA - Juíza proibe show-festa no Complexo da Igreja de Santa Luzia em Luzilândia
11/12/17, 08:49 | CRIMES - Mãe de Geddel, idosa e corrupta. Corrupção em larga escala
11/12/17, 08:44 | POSSE - Eduardo Cunha manda e indica ministro no governo Temer
11/12/17, 08:11 | POLÊMICA - General alerta para os riscos de não se eliminar os criminosos da vida pública
11/12/17, 01:05 | CAMPANHA - 'Pirraça' pode levar o mundo à destruição nuclear, diz Nobel da Paz
11/12/17, 00:33 | MOVIMENTO - Instituto Não Aceito Corrupção lança campanha com pautas legislativas
11/12/17, 00:27 | INFRAESTRUTURA - Rua do Centro de Teresina ganha faixa exclusiva para pedestres
10/12/17, 15:18 | POLÍTICA - PSDB tem apenas metade da bancada a favor da reforma da Previdência
10/12/17, 14:10 | ESPORTE - Renato faturou R$ 8 milhões de bonificação por ano vitorioso no Grêmio
10/12/17, 13:39 | ARTIGO - O trauma, a decepção e o desalento causados por Aécio
10/12/17, 12:32 | POLÍTICA - Lula pensa em isenção de IR a pessoas com salário de até R$ 5 mil
10/12/17, 12:22 | PROJETO - Mulher de Moro conta com ajuda do juiz para projetar trabalho
10/12/17, 11:47 | MAPA - ONG Ação da Cidadania lança documentário sobre a história da fome no Brasil
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site