CBN - A rádio que toca notícia

ESCÂNDALO

Odebrecht relata R$ 50 milhões em propina para Aécio Neves

Ex-executivo da construtora revelou pagamentos em delação premiada; dinheiro seria para tucano defender interesses da empreiteira

16/04/17, 13:32

D

elatores da Odebrecht relataram à Procuradoria Geral da República (PGR) que o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, recebeu no exterior R$ 50 milhões pagos como propina para que ele defendesse os interesses da empreiteira nas usinas hidrelétricas do Rio Madeira, Jirau e Santo Antônio. O caso está sendo investigado em um dos cinco inquéritos contra o tucano, autorizados pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo” e chegaram a ser adiantadas pela revista “Veja” antes da divulgação da “lista de Fachin”.

Conforme publicou o jornal, o ex­executivo da empreiteira Henrique Valladares afirmou que o “cronograma de pagamento” feito a “Mineirinho”, codinome atribuído a Aécio, foi em parcelas que variavam de R$ 1 milhão a R$ 2 milhões. Ele disse que o roteiro para os repasses foi fornecido pelo ex­diretor de Furnas Dimas Toledo, aliado do tucano e chamado por ele de “operador do PSDB”.

A maioria dos depósitos teria sido feita em uma conta em Cingapura controlada por Alexandre Accioly, empresário amigo de Aécio, que é dono da rede de academias Bodytech. Valladares contou que as propina referentes às usinas, somaram R$ 120 milhões.

O empresário Marcelo Odebrecht relatou que o valor foi acertado com Aécio em uma reunião no Palácio das Mangabeiras, residência oficial do governador de Minas, em maio de 2008, quando o tucano ainda comandava o Estado. Pelo combinado, a Odebrecht teria que pagar R$ 30 milhões e a Andrade Gutierrez, R$ 20 milhões. O objetivo dos pagamentos seria conseguir apoio de Aécio no relacionamento com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), controlada pelo governo de Minas.

A estatal e a Odebrecht integraram o consórcio que venceu a licitação para as obras de Santo Antônio. Marcelo disse que os “vultosos repasses financeiros” foram feitos ao senador e seus aliados porque Aécio “sempre teve forte influência na área de energia”. A PGR, embora sustente haver indícios suficientes de que o tucano se envolveu em corrupção, fraude a licitações e desvio de recursos públicos, ainda não tem clareza sobre a cifra total que teria sido paga a ele e a aliados.

Conforme os delatores, os pagamentos supostamente solicitados por Aécio foram feitos também em espécie a intermediários. “A Odebrecht mantinha um histórico de relacionamento com o senador, pautado na oferta de valores em troca de benefícios ilícitos”, disse o procurador geral da República, Rodrigo Janot.

Defesa. Em nota, o PSDB sustentou que “são totalmente falsas as acusações feitas pelo delator”. “O senador Aécio Neves não recebeu recursos ilícitos e aguarda a identificação das supostas contas citadas para desmascarar mais essa mentira.” Na matéria, a reportagem não conseguiu contato com Accioly e Dimas Toledo.

Histórico. Aécio foi citado por ao menos cinco colaboradores da Odebrecht como o autor de pedidos de propina e caixa 2, entre 2008 e 2014. Somados, os valores mencionados chegam a R$ 89,5 mi.

Resposta 

Por meio de nota, o senador mineiro negou as acusações. 

"São totalmente falsas as acusações feitas pelo delator. O senador Aécio Neves não recebeu recursos ilícitos e aguarda a identificação das supostas contas citadas para desmascarar mais essa mentira.

Apesar de os dois delatores terem enfatizado que pretensas doações mencionadas ao senador não envolveram nenhum tipo de ato ilícito, contrapartidas, corrupção ou propina, o fato é que elas não existiram.

Marcelo Odebrecht não disse em seu depoimento que acertou qualquer valor com o senador Aécio Neves no Palácio das Mangabeiras.

Também não procede que tais valores estariam relacionados à Cemig. O delator Henrique Valadares foi claro ao afirmar o contrário:

“Não pense que é fácil lidar com CEMIG, não. É complicado. Mais fácil lidar com cliente privado duro do que com a CEMIG. CEMIG é muito difícil e competente! Então, não houve nenhuma conversa do governador Aécio em termos de facilitar nada qualquer coisa em termos de Cemig.”

Registramos que as obras das usinas hidrelétricas do Rio Madeira (usinas de Santo Antônio e Jirau) foram licitadas pelo governo federal, do PT, não havendo, portanto, nenhuma participação do governo de Minas. Em uma delas, em Jirau, a Cemig foi inclusive derrotada na licitação."

Fonte: JL/OTempo
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
23/08/17, 19:42 | VIOLÊNCIA - Pesquisa mostra que um ônibus é assaltado a cada três dias em Teresina
23/08/17, 19:38 | MISTÉRIO - Comerciante é encontrado enforcado em cajueiro de cemitério em Parnaíba
23/08/17, 19:10 | ACIDENTE - Sobrevivente de naufrágio relata 'momentos terríveis'
23/08/17, 19:06 | ACIDENTE - Barco que naufragou no PA fazia transporte clandestino
23/08/17, 18:33 | DESMONTE DO ESTADO - Anunciado pacotão de privatizações
23/08/17, 14:24 | CRIME - Presos suspeitos de matar travesti no PI com motivação homofóbica
23/08/17, 14:15 | VIOLÊNCIA - Brasil registra oito casos de feminicídio por dia, diz Ministério Público
23/08/17, 14:11 | CRIMINALIDADE - Suspeito de assaltar taxista sofre tentativa de linchamento em Teresina
23/08/17, 13:41 | HOMENAGEM - Morto em 2014, Suassuna terá livro lançado em outubro
23/08/17, 13:36 | SUPREMO - Maria do Rosário depõe contra Bolsonaro e o chama de 'líder do ódio'
23/08/17, 13:32 | MOVIMENTO - Grupo de artistas organiza ato de protesto contra Gilmar Mendes
23/08/17, 12:46 | POLÊMICA - Barroso critica Temer e diz que Lava Jato é 'vítima de operação abafa'
23/08/17, 12:42 | CORRUPÇÃO - Geddel Lima se recusa a desbloquear celular apreendido pela PF
23/08/17, 12:34 | INCIDENTE - Ministro de Temer é impedido de embarcar para os Estados Unidos
23/08/17, 10:34 | ACIDENTE - Embarcação com 70 pessoas afunda no Pará; sete corpos são resgatados
23/08/17, 10:29 | CORRUPÇÃO - Eduardo Cunha pede imunidade a parentes para aceitar delação
23/08/17, 10:07 | POLÍTICA - Distritão causaria mais mudanças nos estados que na Federação
23/08/17, 10:00 | SUCESSÃO - FHC aposta em Alckmin para disputa presidencial pelo PSDB em 2018
23/08/17, 08:58 | CORRUPÇÃO - Filho de ministro do TCU é intimado na 45ª fase da Lava Jato
22/08/17, 18:38 | POLÍTICA - Base aliada rejeita proposta de semipresidencialismo e alerta Temer
22/08/17, 17:46 | POLÍTICA - Distritão alteraria menos de 10% dos eleitos em 2014
22/08/17, 17:33 | ECONOMIA - Pelo terceiro ano seguido, desemprego é a principal causa da inadimplência
22/08/17, 17:28 | TERROR - Barcelona: 2 terroristas têm prisão preventiva; 1 fica em liberdade
22/08/17, 17:25 | CORRUPÇÃO - Collor vira réu em processo da Lava Jato no Supremo Tribunal
22/08/17, 16:55 | POLÊMICA - Mãe de Miss Brasil diz que comentários racistas não vão calar a filha
22/08/17, 11:29 | SISTEMA - Na mira de Temer, projetos sobre semipresidencialismo tramitam no Congresso
22/08/17, 11:25 | CORRUPÇÃO - Funaro fecha acordo de delação premiada com a Lava Jato
22/08/17, 11:15 | FUTEBOL - Fox Sports fecha acordo para transmitir Copa do Mundo da Rússia
22/08/17, 11:10 | VIOLÊNCIA ESCOLAR - Professora de SC é agredida por aluno após expulsá-lo de sala: ‘Dilacerada’
22/08/17, 11:05 | POLÊMICA - Janot vê ‘múltiplas causas’ para a suspeição de Gilmar no caso do ‘rei do ônibus’
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site