CBN - A rádio que toca notícia

PROCESSOS JUDICIAIS

DADOS ASSUSTADORES: 70% dos casos de violência contra idosas são de filhos e netos

70% dos 8 mil processos de violência doméstica são de netos que agridem as avós ou mães idosas por dinheiro

16/03/14, 19:28

T
ramitam na Justiça, exclusivamente em Teresina, 8 mil processos relacionados com violência contra a mulher. Deste total, 70% são de avós e mães que foram vítimas, principalmente, de seus netos, e de seus filhos, que exigem o cartão de saque para a retirada de seus proventos de aposentadoria. Na maioria das vezes, os agressores querem o dinheiro para comprar drogas porque são dependentes químicos.

O diagnóstico foi divulgado pelo promotor de Justiça Francisco de Jesus Lima (foto), da Promotoria da Mulher e da Aplicação da Lei Maria da Penha, em Teresina.

Os 8 mil processos são desde o início da promulgação da Lei Maria da Penha, em 2006. Em 2013, o número de novos processos ficou estabilizado.

No início, quando a mulher não se sentia seguro para denunciar os processos não existiam. Na medida em que os órgãos foram se aparelhando e a rede de proteção estendendo, as mulheres se sentiram mais encorajadas e vêm denunciando. Por isso, esse número assustador”, falou Francisco de Jesus Lima.

O promotor de Justiça Francisco de Jesus Lima falou que a maioria dos casos é de ameaça e a grande maioria envolve o neto ou o filho da mulher idosa.

Os casos de avós e mães apanhando dos filhos e netos já representam 70% do total dos processos. Nós temos que fazer um trabalho urgentemente sobre isso. O filho ou o neto que agride essa mulher idosa, principalmente para o uso da droga e do álcool. Às vezes, exigem que essas mulheres entreguem o dinheiro de sua aposentadoria, furtam as coisas de casa. Isso também é uma violência doméstica contra a mulher. A violência doméstica não é só do marido contra a mulher, do parceiro contra a mulher. É contra toda a violência contra a mulher dentro do espaço doméstico e percebemos que esse índice se alastrou por conta da mulher segura”, declarou Francisco de Jesus Lima.

E continua o promotor: “Nós temos um número muito elevado de processo de violência contra a mulher. Nós temos mais de 8 mil processos em tramitação. È uma situação que ocorre todos os dias. O que nós, do Ministério Público, estamos tentando e fazendo diariamente? Primeiro, mostrar que a violência ocorre durante, antes e depois do Dia 9 de Março (Dia Internacional da Mulher). Nós temos desenvolvendo companhas constantes de enfrentamento dessa violência. Estamos buscando parcerias, com a Polícia Militar, por exemplo, para fazer esse enfrentamento a cada dia, a cada hora, conscientizando e buscando na educação uma ferramenta muito grande para que a gente possa transformar valores. Não adianta a gente reprimir. A gente reprime e novas gerações são criadas com educação sexista, machista e sem igualdade de gênero. Isso vai somando, somando até que um dia se perde o controle”.

Francisco de Jesus defende que o trabalho seja preventivo, resultado de uma ação de parceria e privilegiando a educação. São necessárias ações repressivas”, lembrou. Ele informou ainda que a Promotoria da Mulher está desenvolvimento o projeto de interiorização de divulgação e aplicação da Lei Maria da Penha. Francisco de Jesus esteve em Demerval Lobão, em Capitão de Campos e algumas Prefeituras Municipais.

A Prefeitura de Cocal de Telha aderiu à Promotoria da Mulher e vai organizar conteúdo a ser ministrados nas escolas públicas sobre a Lei Maria da Penha e a Violência Doméstica. O trabalho do Ministério Público tem que se elastecer a toda a sociedade civil, a todos os atores no enfrentamento contra a violência contra a mulher”, falou Francisco de Jesus Lima.

Ele disse que as mesmas práticas de violência contra as mulheres se repetem com os homens da nova geração. Os novos valores coexistem com os valores já construídos. Para você tentar desfazer esses valores é mais complexo, mas acredito que isso seja superado” - finalizou.

Fonte: JL/Efrém Ribeiro
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
24/06/18, 13:33 | CRIME - PF deve concluir inquérito que investiga Temer no início de julho
24/06/18, 13:28 | TECNOLOGIA - Uso de mídias sociais, internet e smartphone aumenta no mundo, diz pesquisa
24/06/18, 13:15 | SEGURANÇA - 6.368 pessoas morreram nas cadeias do país de 2014 a 2017
24/06/18, 12:49 | SEGURANÇA - Presos fazem buraco em parede de cela e fogem da delegacia de Barras-PI
24/06/18, 12:42 | POLÊMICA - Uruguai legalizou maconha e elevou penas para tráfico de outras drogas
24/06/18, 12:34 | ACOLHIMENTO - Refugiados e estrangeiros elogiam receptividade dos brasileiros
24/06/18, 12:27 | COPA DO MUNDO - Panamá é goleado pela Inglaterra, mas festeja primeiro gol em Copas
23/06/18, 18:26 | ENTREV ISTA - Ministro do STF diz que prisão de Lula “viola a Constituição”
23/06/18, 17:46 | POLÍTICA - Desaprovação a Bolsonaro sobe a 64%, diz pesquisa
23/06/18, 17:04 | ESPORTE - Kroos marca nos acréscimos contra a Suécia e mantém a Alemanha viva na Copa
23/06/18, 16:55 | IGREJA - Vaticano condena sacerdote acusado de pedofilia a cinco anos de prisão
23/06/18, 16:50 | DADOS - Seis em cada 10 jovens pensam em deixar o país para morar no exterior
23/06/18, 16:46 | COPA - Lesão tira Douglas Costa do jogo do Brasil contra a Sérvia
23/06/18, 16:43 | COPA DO MUNDO - Bélgica goleia Tunísia por 5 a 2 em Moscou
23/06/18, 16:40 | COPA DO MUNDO - México vence a Coreia por 2 a 1 e chega a seis pontos no Grupo F
23/06/18, 08:38 | INFRAESTRUTURA - Brasil precisa investir R$ 345,8 bi para universalizar saneamento até 2033
23/06/18, 08:35 | POLÊMICA - Fazenda Nacional questiona juiz Sérgio Moro por decisão
23/06/18, 08:12 | COPA - Torcedores do Brasil e da Argentina se envolvem em pancadaria
23/06/18, 07:53 | SAÚDE PÚBLICA - SUS incorpora novos tratamentos para doenças raras
23/06/18, 07:50 | CRIME - ONU Mulheres condena assédio promovido por brasileiros na Rússia
23/06/18, 07:47 | INTERNACIONAL - PF prende brasileiro foragido em estádio de São Petersburgo na Rússia
22/06/18, 22:24 | COPA DO MUNDO - Quatro seleções já estão classificadas para a próxima fase
22/06/18, 22:11 | ELEITOR - Datafolha mostra Lula como preferido para tirar Brasil da crise
22/06/18, 22:09 | LEI - Código de Defesa do Usuário do Serviço Público entra em vigor
22/06/18, 21:35 | DIREITOS HUMANOS - Manifestantes fazem passeata no Rio pela legalização do aborto
22/06/18, 21:29 | ESPORTE - Nono dia da Copa teve vitórias do Brasil, Nigéria e Suíça
22/06/18, 21:01 | COPA DO MUNDO - Neymar reage a críticas e desabafa nas mídias sociais
22/06/18, 00:04 | INVESTIGAÇÃO - Cármen Lúcia aquiva investigação sobre menções a ministros do STF na delação da JBS
21/06/18, 23:58 | PARLAMENTO - Deputados tentam mas não conseguem barrar CPI das delações
21/06/18, 23:52 | INVESTIGAÇÃO - Barroso inclui delação de Funaro em inquérito contra Temer
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site