CBN - A rádio que toca notícia

PROCESSOS JUDICIAIS

DADOS ASSUSTADORES: 70% dos casos de violência contra idosas são de filhos e netos

70% dos 8 mil processos de violência doméstica são de netos que agridem as avós ou mães idosas por dinheiro

16/03/14, 19:28

T
ramitam na Justiça, exclusivamente em Teresina, 8 mil processos relacionados com violência contra a mulher. Deste total, 70% são de avós e mães que foram vítimas, principalmente, de seus netos, e de seus filhos, que exigem o cartão de saque para a retirada de seus proventos de aposentadoria. Na maioria das vezes, os agressores querem o dinheiro para comprar drogas porque são dependentes químicos.

O diagnóstico foi divulgado pelo promotor de Justiça Francisco de Jesus Lima (foto), da Promotoria da Mulher e da Aplicação da Lei Maria da Penha, em Teresina.

Os 8 mil processos são desde o início da promulgação da Lei Maria da Penha, em 2006. Em 2013, o número de novos processos ficou estabilizado.

No início, quando a mulher não se sentia seguro para denunciar os processos não existiam. Na medida em que os órgãos foram se aparelhando e a rede de proteção estendendo, as mulheres se sentiram mais encorajadas e vêm denunciando. Por isso, esse número assustador”, falou Francisco de Jesus Lima.

O promotor de Justiça Francisco de Jesus Lima falou que a maioria dos casos é de ameaça e a grande maioria envolve o neto ou o filho da mulher idosa.

Os casos de avós e mães apanhando dos filhos e netos já representam 70% do total dos processos. Nós temos que fazer um trabalho urgentemente sobre isso. O filho ou o neto que agride essa mulher idosa, principalmente para o uso da droga e do álcool. Às vezes, exigem que essas mulheres entreguem o dinheiro de sua aposentadoria, furtam as coisas de casa. Isso também é uma violência doméstica contra a mulher. A violência doméstica não é só do marido contra a mulher, do parceiro contra a mulher. É contra toda a violência contra a mulher dentro do espaço doméstico e percebemos que esse índice se alastrou por conta da mulher segura”, declarou Francisco de Jesus Lima.

E continua o promotor: “Nós temos um número muito elevado de processo de violência contra a mulher. Nós temos mais de 8 mil processos em tramitação. È uma situação que ocorre todos os dias. O que nós, do Ministério Público, estamos tentando e fazendo diariamente? Primeiro, mostrar que a violência ocorre durante, antes e depois do Dia 9 de Março (Dia Internacional da Mulher). Nós temos desenvolvendo companhas constantes de enfrentamento dessa violência. Estamos buscando parcerias, com a Polícia Militar, por exemplo, para fazer esse enfrentamento a cada dia, a cada hora, conscientizando e buscando na educação uma ferramenta muito grande para que a gente possa transformar valores. Não adianta a gente reprimir. A gente reprime e novas gerações são criadas com educação sexista, machista e sem igualdade de gênero. Isso vai somando, somando até que um dia se perde o controle”.

Francisco de Jesus defende que o trabalho seja preventivo, resultado de uma ação de parceria e privilegiando a educação. São necessárias ações repressivas”, lembrou. Ele informou ainda que a Promotoria da Mulher está desenvolvimento o projeto de interiorização de divulgação e aplicação da Lei Maria da Penha. Francisco de Jesus esteve em Demerval Lobão, em Capitão de Campos e algumas Prefeituras Municipais.

A Prefeitura de Cocal de Telha aderiu à Promotoria da Mulher e vai organizar conteúdo a ser ministrados nas escolas públicas sobre a Lei Maria da Penha e a Violência Doméstica. O trabalho do Ministério Público tem que se elastecer a toda a sociedade civil, a todos os atores no enfrentamento contra a violência contra a mulher”, falou Francisco de Jesus Lima.

Ele disse que as mesmas práticas de violência contra as mulheres se repetem com os homens da nova geração. Os novos valores coexistem com os valores já construídos. Para você tentar desfazer esses valores é mais complexo, mas acredito que isso seja superado” - finalizou.

Fonte: JL/Efrém Ribeiro
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
12/12/17, 21:47 | MEA CULPA - “As redes sociais estão dilacerando a sociedade”, diz um ex-executivo do Facebook
12/12/17, 21:44 | APOIO - Temer pede ajuda de empresários para angariar votos a favor da reforma
12/12/17, 18:47 | JUDICIÁRIO - Tribunal marca julgamento de Lula no caso tríplex para 24 de janeiro
12/12/17, 18:42 | CORRUPÇÃO - STF torna senador Agripino Maia réu por desvios em arena da Copa em Natal
12/12/17, 18:22 | PROPINA - Aécio Neves pede mais prazo para apresentar defesa ao STF
12/12/17, 18:11 | GESTÃO - Governo Temer cria 2.000 cargos comissionados em 1 ano e meio, diz ONG
12/12/17, 18:01 | FUTEBOL - Grêmio vence Pachuca na prorrogação e vai à final do Mundial
12/12/17, 14:39 | POLÍTICA - Destruição do PSDB é consequência política do 'golpe', diz Dilma
12/12/17, 14:36 | DADOS - Hackers ameaçam vazar dados da Previdência contra reforma sem diálogo
12/12/17, 14:20 | NOMEAÇÃO - Ex-esposa de Gilmar Mendes é nomeada por Temer para cargo em Itaipu
12/12/17, 14:15 | REFORMA - Fernando Segovia muda comando da PF no Paraná, responsável pela Lava Jato
12/12/17, 13:55 | ELEIÇÕES 2018 - Barbosa se reúne com deputados e admite que pode ser candidato em 2018
12/12/17, 13:27 | ESPORTE - Ex-lateral do Flu diz que quer voltar ao Brasil e jogar no Botafogo
12/12/17, 11:53 | POLÍTICA - Temer negocia cargos de Geddel com o PR em troca de apoio pela Previdência
12/12/17, 11:49 | CRIME - Gari é atingido com cinco tiros por colega durante o trabalho em Teresina
12/12/17, 11:06 | ELEIÇÃO - Parecer de perito afirma não existir evidência de regularidade da urna 7 do Vasco
12/12/17, 10:16 | PREVIDÊNCIA - INSS: aposentados e pensionistas podem ter o menor reajuste no benefício desde 1995
12/12/17, 10:11 | POLÍTICA - Programas sociais de Lula são aclamados por onde a caravana passa
11/12/17, 22:54 | MOVIMENTO - Moradores fecham avenida e queimam pneus durante protesto em Teresina
11/12/17, 22:46 | FIM DE ANO - Menino carente ganha festa como presente de Natal em Teresina
11/12/17, 21:54 | POLÊMICA - Desembargador suspende liminar de juíza e Janainna realiza festa em Luzilândia
11/12/17, 18:54 | CORRUPÇÃO - Fachin mantém julgamento sobre ‘quadrilhão’ do PMDB para quarta
11/12/17, 18:41 | POLÊMICA - Maia: 'Não é fácil votar na próxima semana Reforma da Previdência'
11/12/17, 18:37 | CRIME - Rocha Loures vira réu por corrupção no 'caso da mala' de R$ 500 mil
11/12/17, 16:47 | ECONOMIA - Quase 60 milhões de brasileiros estão com nome negativado, diz pesquisa
11/12/17, 16:41 | ESPORTE - Oitavas da Champions estão definidas: Real Madrid enfrenta o PSG
11/12/17, 16:35 | MUNDO - Prefeito confirma atentado terrorista em Nova York; suspeito é preso
11/12/17, 16:07 | PROTESTO - Greve de fome de trabalhadores contra Reforma da Previdência completa sete dias
11/12/17, 16:04 | MOBILIZAÇÃO - Movimentos programam reuniões para discutir problemas do país com a população
11/12/17, 16:00 | PREVIDÊNCIA - Militares e altos salários no Legislativo e Judiciário serão 'poupados' da reforma
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site