JORNAL LUZILÂNDIA
Clipagem Eletrônica - Versão para impressão
DENÚNCIA
Cristiane Brasil dá verba da Câmara para tia de sua assessora
09/01/18, 11:02

A

ntes mesmo de ser empossada como ministra do Trabalho, a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) já é alvo de mais uma polêmica. Segundo uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo, a deputada tem destinado parte de sua cota parlamentar a uma locadora de veículos que pertence à tia de sua chefe de gabinete.

Cristiane usa parte da verba–que serve para cobrir despesas do mandato–para pagar mensalmente R$ 4.000 à Barros & Serra Serviços Executivos Rent a Car. A locadora está em nome de Naida Maria Coelho Serra, irmã da mãe de Alessandra Serra Gama, principal assessora da deputada.

Cristiane entregou 7 notas fiscais da Barros & Serra à Câmara e recebeu reembolso no valor de R$ 29,1 mil. A maior parte do valor (R$ 23,1 mil) foi paga entre julho e dezembro de 2017, após a nomeação da chefe de gabinete.

A empresa

Com sede em Sobradinho (região administrativa de Brasília), a Barros & Serra fica num prédio de 3 andares, espremido entre uma borracharia e uma loja agropecuária –não há placa de identificação, carros, garagem ou balcão de atendimento da locadora. No local, funciona, na prática, a Lacerda Contabilidade.

À Folha, uma das atendentes da empresa de contabilidade informou que não existe locadora no endereço. Disse que a Barros & Serra é cliente do escritório e só declara seu endereço e telefone.

A atendente forneceu 1 número da Câmara dos Deputados como sendo o da empresa contratada por Cristiane Brasil. A linha é do gabinete do deputado Luiz Carlos Ramos (Podemos-RJ), que empregava até dezembro de 2016 Parmênio Francisco Coelho Serra –outro tio de Alessandra, que já assessorou 6 congressistas, ao mesmo tempo em que emitia notas fiscais de aluguel de veículos por outra locadora.

Parmênio gerenciava a ARL Barros Serviços Executivos Rent a Car, empresa formalmente ativa, que chegou a ser a mais requisitada por deputados, igualmente sem ter sede comercial ou garagem. A firma também declarava o telefone da Lacerda Contabilidade.

Em 2013, veio a tona o 1 escândalo sobre locações. O caso gerou a abertura de investigações no STF (Supremo Tribunal Federal) e no TCU (Tribunal de Contas da União). Após o caso, a ARL saiu de cena e a Barros & Serra foi aberta em nome de Naida. Porém, quem a administra é Parmênio.

À Folha, Parmênio disse que é funcionário da empresa da irmã, que tem 8 veículos para alugar: “Eu é que tomo conta”. Ele explicou que não há garagem ou estrutura de atendimento porque os aluguéis são por períodos longos. “Os carros estão com os clientes, que são mensais.” Segundo Parmênio, ARL foi desativada após reportagens questionarem as notas fiscais da empresa.

Resposta

Cristiane Brasil disse à Folha que a empresa é contratada “formalmente” por seu gabinete e “atua dentro da legalidade e nunca foi contestada pela Câmara dos Deputados”. “O valor pago mensalmente está abaixo do praticado no mercado e, por isso, a empresa foi contratada”, disse em nota, acrescentando que “vários parlamentares” usam a empresa.

“O gasto com este tipo de serviço é legal e está amparado pelo regimento da Câmara”, afirmou.

À Folha, a assessora Alessandra Serra Gama disse que a empresa Barros & Serra “existe” e “o fato de a empresa ser de algum parente meu ou não, isso não tem nenhum problema.”

“Não me envolvo com o funcionamento das empresas que não são minhas. Não tenho empresa no meu nome”, disse.

Posse no Ministério do Trabalho

Cristiane é filha do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), delator do Mensalão do PT. A deputada foi nomeada pelo presidente Michel Temer para o Ministério do Trabalho e sua posse estava marcada para esta 3ª feira (9.jan.2018). Porém, o ato foi suspenso por 1 juiz de Niterói (RJ), devido a problemas de Cristiane com ações trabalhistas.

A AGU (Advocacia Geral da União) recorreu da decisão.

Fonte: JL/PODER 360
Reportagem publicada no site www.jornalluzilandia.com.br