Comentários sobre a manchete:     Comentar
CNJ abre investigação preliminar contra Favreto, Moro e Gebran Neto